Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Confira itens prioritários para doar às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Produtos devem ser identificados e pares de calçados precisam estar amarrados juntos; chuvas deixaram 581 mil pessoas desalojadas

Brasília|Do R7, em Brasília

Anac libera base aérea de Canoas para voos comerciais
Pelo menos 581 mil pessoas ficaram desalojadas (Ricardo Stuckert/Presidência da República - 05.05.2024)

Para ajudar às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, a Defesa Civil do estado destaca como prioridade a doação de colchões, ração para animais e itens de higiene pessoal e de limpeza doméstica. No momento, por exemplo, não é mais necessário doar água, pois os estoques já foram atendidos. Um mês após o início das chuvas, 469 municípios foram afetados, atingindo 2,3 milhões de pessoas. Desse total, pelo menos 581 mil indivíduos ficaram desalojados.

Veja Mais

Os números foram divulgados pela Defesa Civil nessa terça-feira (28), que contabiliza também 806 feridos, 53 desaparecidos e 169 mortos.

Veja produtos considerados prioritários para doações:

  • Cesta básicas;
  • Cobertores;
  • Ração para pets;
  • Chupetas;
  • Mamadeiras;
  • Leite em pó;
  • Roupas íntimas novas (masculinas e femininas);
  • Meias;
  • Água sanitária;
  • Sabão em pó;
  • Escova e pasta de dente;
  • Desodorante;
  • Xampu;
  • Desinfetante;
  • Detergente;
  • Esponjas;
  • Panos de limpeza.
  • Kits para higiene pessoal:
  • Sabonete;
  • Absorventes femininos;
  • Papel higiênico;
  • Aparelho de barbear;
  • Repelente;
  • Álcool em gel.
  • Itens de limpeza:
  • Luvas de borracha;
  • Baldes;
  • Vassoura; e
  • Rodos com cabos.

A Defesa Civil informa que o envio de kits montados permite o encaminhamento dos produtos de forma mais rápida para a população. Outros itens que podem ser enviados são:

  • Colchões;
  • Roupa de cama;
  • Roupa de banho; e
  • Fraldas infantis e geriátricas.

Itens que podem constar na cesta básica:

  • Arroz;
  • Feijão;
  • Macarrão;
  • Açúcar;
  • Farinha de trigo;
  • Café;
  • Sal;
  • Óleo;
  • Biscoito;
  • Achocolatado;
  • Leite em pó; e
  • Enlatados como atum, sardinha e legumes.

Saiba como doar corretamente:

  • Evite doar roupas que você não usa mais. Priorize peças confortáveis e funcionais, deixando de lado biquínis e sapatos de salto alto, que não serão úteis no momento e podem atrapalhar a triagem dos voluntários.
  • Certifique-se de que as roupas, cobertores e lençóis estejam limpos e prontos para uso. As pessoas afetadas pelas chuvas podem não ter condições de higienizar os itens antes de utilizá-los.
  • Identifique as sacolas de doação, indicando se contêm roupas masculinas, femininas ou infantis.
  • Não doe sapatos danificados ou sem sola. Mantenha os pares juntos em uma sacola ou amarre os cadarços para evitar que se percam.

Não caia em golpes

Para receber as doações, o Rio Grande do Sul criou um site específico para orientar a população. Um dos avisos do site é para evitar fraudes. Veja dicas:

  • Tenha certeza de que você está recebendo informações oficiais, como no site ou nas contas do governo do estado nas redes sociais;
  • Cuidado com links enviados em aplicativos de mensagens. Confirme por quem ele foi enviado e se, de fato, é confiável; e
  • Certifique-se de que a instituição alvo da sua doação fornece abertamente seus dados, permitindo que você entre em contato em caso de dúvidas

Pix:

  • Se optar pela doação via Pix, confirme a autenticidade do QR Code ou da chave indicada;
  • O nome do destinatário do valor também deve ser conferido no momento da operação;
  • Confira também o banco de destino da transação; e
  • Só faça transações com o Pix no aplicativo da sua instituição financeira e nunca forneça sua chave ou identificação em sites desconhecidos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.