Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

De sites oficiais a presidente da República: relembre autoridades e órgãos vítimas de hackers

Figuras políticas como o senador Sérgio Moro e o então presidente Jair Bolsonaro já tiveram dispositivos eletrônicos invadidos

Brasília|Rafaela Soares. do R7, em Brasília

Relembre ataques hackers contra autoridades
Relembre ataques hackers contra autoridades Relembre ataques hackers contra autoridades

O caso da primeira-dama Janja da Silva, que teve o perfil em uma rede social invadido nesta segunda-feira (11) por criminosos, não é um incidente isolado. Ministros, governadores, presidente da República, figuras políticas e sites oficiais brasileiros foram alvo de hackers nos últimos anos. Relembre a seguir casos de invasão a contas oficiais e de autoridades do país.

Sérgio Moro

Sergio Moro atualmente é senador pelo Paraná
Sergio Moro atualmente é senador pelo Paraná Sergio Moro atualmente é senador pelo Paraná

Enquanto chefiava o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o atual senador Sergio Moro (União-PR) foi vítima de uma invasão cibernética. Os criminosos conseguiram acessar o celular dele. O caso aconteceu em 2019, no primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro (PL).

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Assine a newsletter R7 em Ponto

Publicidade

Tarcísio de Freitas

Tarcísio de Freitas é o atual governador de SP
Tarcísio de Freitas é o atual governador de SP Tarcísio de Freitas é o atual governador de SP

Então recém-eleito para o cargo de governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) teve a conta em uma rede social invadida. Assim que recuperou o acesso, o político agradeceu os avisos que sua equipe recebeu. O caso aconteceu em 2022, ano eleitoral.

PRF

Página da PRF hackeada pediu doação a Bolsonaro
Página da PRF hackeada pediu doação a Bolsonaro Página da PRF hackeada pediu doação a Bolsonaro

Em junho de 2023, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Sergipe afirmou que a conta local da corporação foi alvo de criminosos. Eles teriam sido os autores de um anúncio que pedia doações ao ex-presidente Bolsonaro. A conta foi bloqueada em seguida.

Publicidade

Ministros do STF e governador do Distrito Federal

Governador do DF e ministros do STF foram alvos
Governador do DF e ministros do STF foram alvos Governador do DF e ministros do STF foram alvos

Uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal prendeu dois hackers acusados de roubar dados de políticos e autoridades. Entre as vítimas estavam ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), parlamentares da Câmara dos Deputados e o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB).

Operação Capture the Flag

Sites e autoridades de quatro estados foram alvos
Sites e autoridades de quatro estados foram alvos Sites e autoridades de quatro estados foram alvos

Em junho de 2023, a Polícia Federal desarticulou uma organização criminosa responsável por expor dados privados de servidores e autoridades públicas. Segundo as investigações, sistemas de universidades federais, prefeituras e câmaras de vereadores no Paraná, Rio de Janeiro, Goiás e Rio Grande do Sul foram alvo.

Ministério da Saúde

Criminosos pediram dinheiro para devolver página
Criminosos pediram dinheiro para devolver página Criminosos pediram dinheiro para devolver página

No final de 2021, o site do Ministério da Saúde também foi invadido por um grupo de hackers. Em uma mensagem deixada na página da pasta, os responsáveis pela invasão pediram um resgate em dinheiro para o restabelecimento das informações e a devolução dos acessos.

Procurado pela Interpol

Hacker teria falsificado atos dos próprios processos
Hacker teria falsificado atos dos próprios processos Hacker teria falsificado atos dos próprios processos

A Polícia Federal conseguiu prender em junho deste ano um hacker procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol). O homem é suspeito de ser o responsável pela invasão do sistema do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), sediado em São Paulo, em 2021. Segundo a investigação, o suspeito falsificou pareceres do Ministério Público Federal em processos nos quais ele mesmo era o réu.

Hacker da 'Vaza Jato'

Delgatti Delgatti foi condenado por invasão
Delgatti Delgatti foi condenado por invasão Delgatti Delgatti foi condenado por invasão

Walter Delgatti Neto ficou conhecido por ter hackeado os celulares de integrantes da Lava Jato, como o ex-procurador da República Deltan Dallagnol e o ex-juiz federal Sergio Moro. Em 2023, Delgatti afirmou que foi contratado para inserir dados falsos no sistema do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Bolsonaro

Então presidente foi vítima de hacker
Então presidente foi vítima de hacker Então presidente foi vítima de hacker

Em 2019, o então presidente Jair Bolsonaro (PL) teve o celular invadido por criminosos. Na época, a Polícia Federal afirmou que outras autoridades também tinham sido alvo do grupo. Entre elas estavam os à época presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, do Senado, Davi Alcolumbre, e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha. O ex-ministro da Economia Paulo Guedes também teve os dados hackeados.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.