Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Em Natal, Bolsonaro anda de moto e cita obras do governo federal no Nordeste

Presidente mencionou transposição do rio São Francisco e disse que região pode gerar 50 vezes mais energia que Itaipu

Brasília|Lucas Nanini, do R7, em Brasília

O presidente Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta sexta-feira (17) de uma cerimônia alusiva ao programa Internet Brasil e da entrega de títulos de propriedade de terra em Natal, no Rio Grande do Norte. O mandatário passeou de moto, conversou com apoiadores e discursou para o público presente.

Bolsonaro falou sobre as ações de seu governo para o Nordeste, em especial a transposição do rio São Francisco. Ao lado do ex-ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho e do ministro das Comunicações, Fábio Faria, ambos de origem potiguar, ele citou a possibilidade de criar usinas de energia no litoral de cidades da região.

“Temos um potencial na costa do Nordeste para termos energia equivalente a 50 vezes a usina de Itaipu Binacional. Isso vai trazer para vocês aqui uma industrialização de verdade”, disse.

O presidente voltou a falar sobre temas que têm feito parte de seu discurso habitual, como as críticas ao “fique em casa, que a economia a gente vê depois”, durante a pandemia de Covid-19, e sobre o que ele chamou de saldo positivo de 3 milhões de empregos entre 2020 e 2021 e os programas do governo, como o Auxílio Brasil.

Publicidade

Bolsonaro declarou que sua gestão tem feito mais pelo país porque não há corrupção no Executivo. “Nós temos entregues muito mais coisas porque em nosso governo não existe corrupção. Eu sempre digo se aparecer a gente vai atrás para ajudar a elucidar o caso e apontar os culpados, mas estamos há três anos e meio sem qualquer corrupção em nosso governo.”

Ele também falou sobre a obra de transposição do rio São Francisco e aproveitou para criticar o ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva. Sem dizer seu nome, Bolsonaro mencionou que o oponente não terminou a construção, como tem dito.

“A obra começou lá atrás, com dom Pedro. Depois, um cara aí falou que havia concluído. Como sempre, mentiu para todo mundo no Brasil”, declarou. “Só o que aquele cara desviou da Petrobras no passado daria pra fazer 60 vezes a transposição do rio São Francisco.”

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.