Brasília Jeff Bezos quer investir em internet via satélite no Brasil, diz Fábio Faria

Jeff Bezos quer investir em internet via satélite no Brasil, diz Fábio Faria

Segundo o ministro das Comunicações, o dono da Amazon quer expandir conectividade no país por meio do projeto Kuiper

  • Brasília | Augusto Fernandes, do R7, em Brasília

O ministro das Comunicações, Fábio Faria

O ministro das Comunicações, Fábio Faria

Billy Boss/Câmara dos Deputados - 14.6.2022

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse nesta terça-feira (14) que o empresário Jeff Bezos, dono da Amazon, tem interesse em investir no Brasil usando satélites para fornecer conexão de alta velocidade e baixa latência. O projeto de Bezos, intitulado Kuiper, deve ser lançado oficialmente no segundo semestre deste ano.

“Tive reunião agora com o projeto do Bezos, o Kuiper, que também estará lançando satélites, em outubro. Ele já nos procurou, e vai dar entrada para que também possa operar no Brasil”, afirmou Faria, durante audiência na Câmara dos Deputados.

Faria foi convidado por deputados para prestar esclarecimentos sobre um projeto que o também empresário Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX, pretende lançar no Brasil para conectar 19 mil escolas em áreas rurais e promover um monitoramento ambiental na Amazônia.

Em maio, Musk veio ao Brasil e conversou com Faria e o com presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre a intenção de usar a sua rede de satélites, a Starlink, para oferecer internet à região amazônica.

No depoimento à Câmara nesta terça, Faria defendeu a participação dos bilionários no país e disse que isso pode melhorar o nível da conectividade no Brasil. “Pensando no Brasil e nos brasileiros, quanto mais empresas do exterior possam vir para o Brasil, a gente vai buscar. Vamos conversar com todas. Com investidores, com bancos, com quem quer que seja. Essa é a nossa missão hoje”, garantiu.

“Qualquer um que queira fazer esse movimento, em conectar escolas, em querer conversar com o governo para fazer algum investimento para o Brasil, a gente vai receber. Se for do meu ministério, vamos conversar”, acrescentou.

Soberania nacional

O ministro rebateu os argumentos de deputados que disseram que a atuação dos satélites de Musk na Amazônia poderiam comprometer a soberania nacional. De acordo com Faria, os equipamentos do empresário têm capacidade até para detectar o barulho de serras elétricas, o que pode contribuir para enfrentar o desmatamento na Amazônia.

De acordo com o ministro, Musk já está providenciando as antenas que receberão o sinal dos satélites. A tendência é que a conexão fornecida pelos aparelhos passe a funcionar em agosto próximo. “Assim que os satélites possam operar, em agosto, ele deve doar a escolas do Brasil. No dia que inaugurar a porta de entrada, ele vai conectar um monte de escolas e vai doar ao governo brasileiro”, afirmou.

Faria queixou-se de que há muita politização em torno do interesse de Musk no Brasil. “Só porque ele quer comprar o Twitter e dizem que é a favor da liberdade de expressão? Vamos parar de política. Ele é o maior empresário da área de telecomunicações. Ele veio [ao Brasil] sem nenhum constrangimento. Ele é pragmático e não viria ao Brasil, com o pedido de agenda que tem no mundo inteiro, se não fosse para entregar algo.”

Últimas