Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

'Eu vi a morte', diz mulher que presenciou acidente em ponto de ônibus no DF

Vaneide Antunes estava na parada de ônibus e ajudou a socorrer a criança que ficou ferida

Brasília|Hellen Leite e Jéssica Nascimento, do R7, em Brasília

Vaneide Antunes, testemunha do acidente na Rodoviária do Plano Piloto
Vaneide Antunes, testemunha do acidente na Rodoviária do Plano Piloto Vaneide Antunes, testemunha do acidente na Rodoviária do Plano Piloto

A empregada doméstica Vaneide Antunes, que testemunhou o acidente na plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto na manhã desta quarta-feira (6), afirmou que só não foi atropelada porque estava um pouco à frente do local onde o carro bateu. "Eu vi a morte, achei que não ia escapar", disse, emocionada, momentos após as vítimas serem socorridas pelo Corpo de Bombeiros Militar. Uma mulher identificada como Gisele Boaventura, de 54 anos, foi atingida pelo carro e arremessada ao Eixo Munumental. Ela morreu no local. 

A parada de ônibus, segundo Vaneide, costuma ser movimentada. Cerca de 20 pessoas também esperavam o transporte público no momento do acidente. "Foi tudo muito rápido. Desceu uma mulher de dentro do carro e falou que ele [o motorista] estava passando mal. Quando eu olhei, realmente ele estava em convulsão", detalhou.

"Eu olhei para trás e vi aquele monte de vidro caindo, aquela coisa horrível, eu nunca vi nada parecido. Depois olhei para o chão e vi que tinha o pé da mulher, foi horrível, horrível", disse. "Eu vi que a mulher estava presa no carro e a bebê no chão, até pensei que a criança estava morta, mas ela chorou e aí eu a peguei no colo e gritei para as pessoas chamarem o bombeiro", afirmou.

Cinco pessoas foram socorridas e levadas para o Hospital de Base do Distrito Federal, entre elas um bebê de 5 meses que estava no colo da mãe no momento do acidente. A mãe da criança, uma mulher de 40 anos, sofreu fratura na perna e ainda está internada. As outras vítimas receberam alta. 

Publicidade

De acordo com a Polícia Militar, o motorista realizou o teste do bafômetro, que deu negativo. O homem faz uso de remédios controlados e teria perdido o controle do carro durante uma crise convulsiva. A esposa tentou corrigir a rota, mas não conseguiu.

Um vídeo de circuito de segurança mostra o momento em que o carro invade a parada de ônibus. As imagens são fortes.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.