Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

G20 e guerra na Ucrânia: veja como foi o encontro entre Lula e chanceler russo

Presidente brasileiro voltou a defender posição de que continua disposto a colaborar com os esforços em favor da paz na região

Brasília|Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

Lula se reúne com chanceler russo Sergey Lavrov
Lula se reúne com chanceler russo Sergey Lavrov Lula se reúne com chanceler russo Sergey Lavrov (Ricardo Stuckert/PR - 22.02.2024)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu, nesta quinta-feira (22), o chanceler russo, Sergey Lavrov, no Palácio da Alvorada, em Brasília. Na reunião, a autoridade da Rússia expôs as posições em relação ao conflito na Ucrânia, ao passo em que o brasileiro defendeu novamente a "posição de que o Brasil continua disposto a colaborar com os esforços em favor da paz na região".

Este foi o segundo encontro entre Lula e Lavrov, sendo o primeiro realizado em abril do ano passado. O assessor especial para assuntos internacionais, Celso Amorim, também participou da reunião. O russo está no Brasil em decorrência das agendas de chanceleres pelo G20, realizadas nos dias 21 e 22 deste mês, no Rio de Janeiro.

Na reunião com Lula, Lavrov transmitiu mensagem de apoio à presidência brasileira do G20, grupo que reúne as principais economias do mundo, e reiterou apoio ao pleito do país para ocupar um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Lula voltou a defender a importância de uma nova governança global para lidar com temas como as mudanças climáticas. Em sua fala, destacou as iniciativas brasileiras para combater o desmatamento e buscar formas mais justas de remuneração pela preservação desses biomas.

Publicidade

O petista argumentou sobre a necessidade de aprimorar os mecanismos de financiamento aos países em desenvolvimento, discurso que tem adotado desde que retornou ao Palácio do Planalto. Lula agradeceu o apoio ao Brasil e confirmou sua ida à Rússia para a Cúpula dos Brics.

Diplomata de carreira desde os tempos da União Soviética, o chanceler é o homem de confiança do presidente russo, Vladimir Putin, e principal articulador de Moscou pelo mundo. O russo tem a missão de defender os interesses geopolíticos de Moscou.

Ele foi o representante russo na ONU por anos e esteve presente em negociações importantes como a guerra no Iraque, a guerra no Afeganistão, a guerra na Síria e o acordo nuclear com o Irã. Atualmente, ele tem a missão de justificar e defender os motivos para a invasão do território ucraniano pelas tropas russas. O conflito é o primeiro no continente europeu desde o fim da Segunda Guerra Mundial em 1945.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.