Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Lula defende Argentina em reunião no Japão com diretora do FMI

Presidente se reuniu com Kristalina Georgieva e também falou sobre o impacto da Covid-19 na economia dos países mais pobres

Brasília|Do R7, em Brasília

Lula e a diretora do FMI, Kristalina Georgieva
Lula e a diretora do FMI, Kristalina Georgieva Lula e a diretora do FMI, Kristalina Georgieva

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a defender a Argentina neste sábado (20), em encontro com a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva.

Os dois tiveram uma reunião em Hiroshima, no Japão, e Lula destacou que a situação econômica da Argentina é ponto necessário no equilíbrio regional da América do Sul. Lula e Georgieva também conversaram sobre a necessidade de fundos para ajudar os países mais pobres após a pandemia da Covid-19. A ideia é possibilitar a recuperação dessas nações.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

• Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Lula está no Japão para participar da cúpula do G7, grupo que reúne as maiores economias do mundo. Também neste sábado, em encontro com as autoridades de outras nações, ele já tinha destacado que o FMI precisa considerar as “consequências sociais das políticas de ajuste” nos países mais pobres. “O endividamento externo de muitos países, que vitimou o Brasil no passado e hoje assola a Argentina, é causa de desigualdade gritante e crescente”, afirmou.

Leia também

Em 2 de maio, Lula se reuniu com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, que veio ao Brasil justamente para pedir ajuda financeira. A inflação no país sul-americano está na casa dos 100%.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.