Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Michelle Bolsonaro diz que doação de cachorras foi por falta de espaço e não houve 'vitimização' 

Ex-primeira-dama resgatou os dois cães em uma estrada; elas ganharam os nomes de Maya e Bibi

Brasília|Do R7, em Brasília

Ex-presidente Jair Bolsonaro e Michelle no lançamento do Canal Educação e do Canal Libras, no Palácio do Planalto.
Ex-presidente Jair Bolsonaro e Michelle no lançamento do Canal Educação e do Canal Libras, no Palácio do Planalto. Ex-presidente Jair Bolsonaro e Michelle no lançamento do Canal Educação e do Canal Libras, no Palácio do Planalto.

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro afirmou em suas redes sociais que a doação de duas cachorras, resgatadas por ela, não foi por vitimização e, sim, por falta de espaço em sua nova residência.

"Quando falei que não podia ficar com as cadelinhas que encontramos na estrada por estar morando de aluguel no momento (temos casa própria no Rio de Janeiro) não foi me vitimizando, mas sim porque não tenho espaço para construir mais dois canis. Triste e lamentável veículos de comunicação se prestando a esse papel mesquinho e sensacionalista", disse Michelle.

Em uma publicação feita na última segunda-feira (13), Michelle mostrou que as cachorras de pequeno porte já têm nome, Maya e Bibi. Ela disse que elas estão sob os cuidados do veterinário Fernando Rodrigues Sarmento.

Estados Unidos

Michelle, que se tornou nas últimas semanas a presidente nacional do PL Mulher, viajou a Orlando, nos Estados Unidos, na terça-feira (14). Ela se encontrou com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que está na Flórida desde 30 de dezembro do ano passado.

Continua após a publicidade

Não há previsão de retorno de Michelle ao Brasil, mas ela deve viajar o país em agenda pelo PL em breve, conforme anúncio feito pelo presidente do partido, Valdemar Costa Neto. Há um evento programado para a próxima terça-feira (21), às 9h30, da transmissão de cargo à ex-primeira-dama, em Brasília.

Leia também

Para a ocasião, foram convidados deputados e deputadas, senadores e senadoras eleitas pelo PL, governadores do partido, além de autoridades de outras legendas, como a vice-governadora do Distrito Federal, Celina Leão (PP), e as senadoras Damares Alves (Republicanos-DF) e Tereza Cristina (PP-MS), entre outros.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.