Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Em série de nove lives, ministério explica sistema de classificação das provas do 'Enem dos concursos'

Inscrições começam nesta sexta-feira; ao todo, são 6.640 vagas para 21 órgãos públicos federais com salários de até R$ 22,9 mil

Brasília|Do R7, em Brasília

Último vídeo foi ao ar nesta quinta-feira
Último vídeo foi ao ar nesta quinta-feira Último vídeo foi ao ar nesta quinta-feira (Marcos Santos/USP Imagens)

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos publicou uma série de lives informativas sobre o Concurso Nacional Unificado, conhecido como o "Enem dos concursos". Ao todo, a pasta fez nove transmissões ao vivo – uma referente a cada um dois oito blocos da seleção, além de um tutorial sobre o sistema de classificação das provas.

O último vídeo foi ao ar nesta quinta-feira (18). Na transmissão, o assessor da Secretaria de Gestão de Pessoas do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos Pedro Assumpção explicou as principais informações sobre o edital do bloco 4, que trata do trabalho e saúde do servidor.

Os vídeos têm, em média, de 15 a 20 minutos, com exceção do tutorial, que dura mais de 1 hora.

Cada um dos oito blocos tem um edital específico: infraestrutura, exatas e engenharia; tecnologia, dados e informação; ambiental, agrário e biológicas; trabalho e saúde do servidor; educação, saúde, desenvolvimento social e direitos humanos; setores econômicos e regulação; gestão governamental e administração pública; e nível intermediário.

Publicidade

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Assine a newsletter R7 em Ponto

Publicidade

Confira os editais:

Bloco 1: Infraestrutura, exatas e engenharia

Bloco 2: Tecnologia, dados e informação

Bloco 3: Ambiental, agrário e biológicas

Bloco 4: Trabalho e saúde do servidor

Bloco 5: Educação, saúde, desenvolvimento social e direitos humanos

Bloco 6: Setores econômicos e regulação

Bloco 7: Gestão governamental e administração pública

Bloco 8: Nível intermediário

Ao todo, serão 6.640 vagas para 21 órgãos, com provas em 5 de maio. O maior salário inicial é de R$ 22.921,71, para o cargo de auditor fiscal do trabalho, lotado no Ministério do Trabalho e Emprego. Já a remuneração mais baixa é para a vaga de técnico em informações geográficas e estatísticas, que tem salário inicial de R$ 4.008,24.

A expectativa do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos é que cerca de 5 milhões de pessoas se inscrevam.

A prova será aplicada no dia 5 de maio, em dois turnos, em 217 cidades do Brasil. A expectativa do Ministério da Gestão e Inovação é que cerca de 5 milhões de pessoas se inscrevam.

O CNU está sendo chamado de "Enem dos concursos" porque é inspirado no modelo do Exame Nacional do Ensino Médio, como uma forma de "democratizar o acesso às vagas públicas a partir da dispersão geográfica na realização do concurso".

Segundo o ministério, o concurso terá validade de 12 meses, com possibilidade de prorrogação por igual período.

A taxa de inscrição foi fixada em R$ 90 para as vagas de nível superior e R$ 60 para os cargos de ensino médio. Terão isenção da taxa as pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e doadoras de médula óssea, além de estudantes bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni) e com financiamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). As inscrições serão válidas para todo o bloco escolhido.

Cronograma do Concurso Nacional Unificado

Inscrições: 19/1 a 9/2

Divulgação dos dados finais de inscrições: 29/2

Divulgação dos cartões de confirmação: 29/4

Aplicação das provas: 5/5

Divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redação: 3/6

Divulgação final dos resultados: 30/07

Início da convocação para posse e cursos de formação: 5/8

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.