Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ministra do Turismo e deputados do RJ pedem desfiliação do União Brasil após embate com o partido

Motivo é divergência com diretório nacional, que não quer apoiar o governo de Luiz Inácio Lula da Silva

Brasília|Camila Costa, do R7, em Brasília

A ministra do Turismo, Daniela Carneiro
A ministra do Turismo, Daniela Carneiro A ministra do Turismo, Daniela Carneiro

A ministra do Turismo, Daniela Carneiro, e cinco deputados da bancada do Rio de Janeiro do União Brasil pediram à Justiça Eleitoral para abandonar a sigla após desentendimentos com o diretório nacional, que não quer apoiar o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Leia mais: PT e União Brasil governarão o maior número de estados

Além de Daniela Carneiro, querem deixar o partido os deputados Chiquinho Brazão, Juninho do Pneu, Marcos Soares, Ricardo Abrão e Dani Cunha. Os parlamentares compõem a bancada do Rio de Janeiro na Câmara dos Deputados.

Em outubro de 2022, o presidente do União Brasil, Luciano Bivar, liberou a bancada e os diretórios para apoiar Jair Bolsonaro (PL) ou Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno das eleições presidenciais. Logo após o resultado, a maioria dos 59 deputados federais que tinham sido eleitos pela sigla de Bivar havia declarado apoio a Jair Bolsonaro (PL).

Publicidade

Entenda a briga

Daniela Carneiro é esposa do prefeito de Belford Roxo (RJ) e presidente estadual do União Brasil, Waguinho Carneiro. Waguinho apoiou o presidente Lula após declinar de uma aliança com Bolsonaro, e desde então está sofrendo retaliação por parte da sigla. A indicação de Daniela para ocupar uma das três vagas do União Brasil no Executivo também criou instabilidade no partido.

Waguinho também pediu desfiliação da sigla. Como é do Executivo, ele pode deixar o partido sem risco de punição. Fontes do R7 afirmaram que os deputados entraram na Justiça Eleitoral justamente para tentar fugir de penalidades, que podem incluir a perda do mandato.

Publicidade

O prefeito se filiou ao Republicanos e tomou posse como presidente do diretório estadual do partido. Veja o anúncio:

Crise no Congresso

A cúpula do União Brasil se reuniu no último dia 22 para tentar estancar a briga interna. O vice-presidente da sigla, Antonio Rueda, tem criticado o posicionamento de Waguinho à frente do diretório no Rio de Janeiro.

Publicidade

Presente no encontro, o líder do União na Câmara, Elmar Nascimento (BA), garantiu que irá conversar com a ministra antes de tomar qualquer decisão a respeito da saída de deputados.

A reportagem tentou contato com Elmar, sem sucesso. A assessoria da ministra também não retornou ao contato.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.