Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Polícia investiga se uso de colírio causou morte de bebê no Entorno do DF

Segundo os policiais, a suspeita é que a farmácia tenha vendido um medicamento diferente do que foi indicado na receita 

Brasília|Do R7, em Brasília

Medicamentos que teriam sido trocados
Medicamentos que teriam sido trocados Medicamentos que teriam sido trocados

A Polícia Civil de Goiás investiga se o uso de um colírio causou a morte de um bebê de 2 meses em Formosa, no Entorno do Distrito Federal, no último domingo (5). A suspeita é que a farmácia tenha vendido o medicamento diferente do que foi indicado na receita pelo médico.

À polícia, a mãe do bebê disse que levou o filho a uma Unidade Básica de Saúde (UPA) após ele ter apresentado sintomas como náuseas, vômito e febre. No local, a médica receitou três medicamentos, que depois foram comprados pelo avô da vítima em uma farmácia do centro da cidade.

Leia também

Segundo a mulher, o bebê começou a passar mal depois que usou os medicamentos. A criança foi encaminhada a uma UPA, mas não resistiu. De acordo com a polícia, o medicamento é indicado para o tratamento de glaucoma, doença causada por uma pressão dentro dos olhos.

Na prescrição médica entregue à família da criança, foi receitado o remédio “bromoprida”, entretanto a solução oftalmológica “tartarato de brimonidina" foi entregue no lugar. O delegado responsável pelo caso, Paulo Henrique Ferreira, afirmou que o exame complementar de corpo de delito ainda está sendo realizado.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.