Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

TCU deixou de ser o órgão que 'amedrontava', diz Bolsonaro

Em evento, presidente declarou que o tribunal atua de maneira integrada ao seu governo e previne avanço de processos

Brasília|Maurício Ferro, do R7 em Brasília

Presidente participou do 5º Fórum Nacional de Controle do TCU
Presidente participou do 5º Fórum Nacional de Controle do TCU Presidente participou do 5º Fórum Nacional de Controle do TCU

O presidente Jair Bolsonaro declarou, na manhã desta quinta-feira (4), que o Tribunal de Contas da União (TCU), responsável por analisar contas do governo federal, deixou de ser um órgão amedrontador.

“[O TCU] quase deixou de ser um órgão que amedrontava, muitas vezes, no passado. Hoje, é um órgão que se preocupa em se antecipar aos problemas, evitar que processos sigam avante, a partir do momento que pode atuar para evitar o problema”, afirmou Bolsonaro, no 5º Fórum Nacional de Controle, realizado pelo TCU, com foco nos desafios e oportunidades da educação na pandemia.

Bolsonaro afirmou que o TCU “participa das decisões governamentais como se fosse um órgão integrado” ao governo federal por causa da forma como se relacionam. Ele elogiou as “qualidades” dos ministros que integram o tribunal.

O presidente também mencionou uma “parceria” na questão da “malha ferroviária paulista”, com a qual, segundo ele, “está sendo ressuscitada a questão do modal ferroviário”, e, também, “na questão do 5G”, cujo leilão está previsto para esta quinta-feira (4).

Publicidade

Bolsonaro ainda citou o leilão de rodovias, como a Presidente Dutra. Ele destacou que pode zerar o pedágio para motocicletas e reduzir o valor do pedágio em 35%. “Ganha o Brasil com isso”, afirmou.

O presidente esteve acompanhado do vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), e dos ministros Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Fábio Faria (Comunicações), Ciro Nogueira (Casa Civil) e Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.