Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

'Vovó do pó' é liberada e vai ser monitorada por tornozeleira eletrônica

Idosa de 68 anos passou por audiência de custódia após ser presa por tráfico de drogas no Distrito Federal 

Brasília|Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

Prisão da vovó do pó no DF
Prisão da vovó do pó no DF Prisão da vovó do pó no DF

A idosa de 68 anos, que foi presa na última segunda-feira (30) por tráfico de drogas, foi liberada após a audiência de custória e será monitorada por tornozeleira eletrônica. Segundo a Polícia Civil, a mulher que era conhecida no Distrito Federal como “vovó do pó” usava a própria casa, em Sol Nascente (DF), para vender as entorpecentes.

A decisão de liberdade provisória foi concedida pela juíza substituta do Núcleo de Audiência de Custódia. No momento da prisão, ela carregava porções de crack, dinheiro em espécie e embalagens plásticas, usadas para embalar os produtos.

Segundo a juíza, a decisão se deu pelo fato de a idosa não representar perigo à sociedade. Ela vai aguardar o julgamento em liberdade com medidas cautelares.

Leia também: Governo autoriza nomeação de 309 aprovados no concurso do Depen

Publicidade

Além da tornozeleira eletrônica, Maria Ariorlene não poderá frequentar a antiga residência, usada para o crime. Ela deverá manter distância mínima de 1km do local e informar o endereço da nova casa no prazo de cindo dias.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.