Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Entenda o que é PIB e o que o seu aumento indica sobre a economia

Indicador ajuda a mensurar o crescimento e o nível de produção de um país em um período. No segundo trimestre de 2022, houve alta de 1,2%

Economia|Camila Nascimento, do R7*

O PIB está diretamente ligado ao consumo
O PIB está diretamente ligado ao consumo O PIB está diretamente ligado ao consumo

O PIB (Produto Interno Bruto) do segundo trimestre de 2022 foi divulgado nesta quinta-feira (1º) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A economia brasileira avançou 1,2% no período. Entenda o que isso significa para o país.

Esse indicador consiste na soma de todos os bens e serviços finais produzidos pelo país, estado ou cidade em um determinado período. Todas as nações calculam o PIB nas suas respectivas moedas. No caso brasileiro, entre abril e junho de 2022 o PIB totalizou R$ 2,404 trilhões. Entram nesse cálculo o consumo das famílias, investimentos, compras do governo e exportações líquidas.

Uma definição comum do PIB, mas equivocada, é dizer que o índice representa o total da riqueza existente em um país, como se fosse um medidor do estoque de valor que há na economia. Na realidade, o PIB consiste no fluxo de novos bens e serviços finais produzidos durante um período. Assim, se um país não produzir nada em um ano, o seu PIB será nulo.

Como o PIB é calculado?

No cálculo do PIB entram apenas os bens e serviços finais, para evitar dupla contagem. Os valores relacionados a matérias-primas, por exemplo, não entram nessa conta, já que acabam sendo embutidos no produto.

Publicidade

Esses bens e serviços finais são medidos pelo preço com que chegam ao consumidor. Ou seja, o PIB leva em consideração também os impostos sobre os produtos comercializados.

Para calcular o PIB, o IBGE usa uma série de dados. Veja quais são eles:

Publicidade

- Balanço de pagamentos (Banco Central)

- Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica — DIPJ (Secretaria da Receita Federal)

Publicidade

- Índice de Preços ao Produtor Amplo — IPA (FGV)

- Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo — IPCA (IBGE)

- Produção Agrícola Municipal — PAM (IBGE)

- Pesquisa Anual de Comércio — PAC (IBGE)

- Pesquisa Anual de Serviços — PAS (IBGE)

- Pesquisa de Orçamentos Familiares — POF (IBGE)

- Pesquisa Industrial Anual-Empresa — PIA-Empresa (IBGE)

- Pesquisa Industrial Mensal — Produção Física — PIM-PF (IBGE)

- Pesquisa Mensal de Comércio — PMC (IBGE)

- Pesquisa Mensal de Serviços — PMS (IBGE)

Por que o PIB é importante?

O PIB pode ser usado para realizar várias análises, como acompanhar o crescimento econômico, comparar economias dos países, descobrir o PIB per capita (divisão do PIB pelo número de habitantes), que mede quanto desse valor caberia a cada indivíduo de um país se todos recebessem partes iguais. Sua análise permite ainda saber quais setores estão impulsionando a economia. 

Mas esse indicador não expressa outros fatores importantes, como distribuição de renda, qualidade de vida, educação e saúde. Dessa forma, um país pode ter um PIB pequeno, ao mesmo tempo que tem um alto padrão de vida, e vice-versa.

O impacto do consumo no PIB

O consumo é um dos fatores de maior impacto no PIB. Quanto mais confiantes as pessoas estão na economia e seguras de que vão manter seu emprego, tendo uma fonte de renda segura, mais elas compram. 

O governo pode estimular o consumo aumentando os gastos públicos, por exemplo, investindo em infraestrutura, o que gera novos empregos e eleva os gastos das famílias que passaram a contar com uma fonte de renda. Outra estratégia é diminuir a Selic para as linhas de crédito ficarem mais baratas. Hoje a taxa básica de juros está em um patamar elevado (13,75%).

*Estagiária do R7, sob supervisão de Ana Vinhas

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.