Economia Ibovespa reage e fecha em alta, enquanto dólar tem leve queda

Ibovespa reage e fecha em alta, enquanto dólar tem leve queda

Fala de Lula sobre Campos Neto 'diminui temperatura' do mercado, e expectativas se voltam para o Conselho Monetário Nacional 

Reuters
Ibovespa fecha a quinta-feira em alta, e dólar tem leve queda, de 0,12%

Ibovespa fecha a quinta-feira em alta, e dólar tem leve queda, de 0,12%

KEVIN DAVID/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO-26/10;2022

O Ibovespa conseguiu reverter os números fracos do início de dia, e fechou esta quinta-feira (16) em alta de 0,31%, a 109.941,46 pontos. Agentes do mercado financeiro repercutiam resultados corporativos, após divulgação de balanços, e ainda acompanhavam as falas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o BC (Banco Central), o que influenciou também o desempenho do dólar. A moeda à vista fechou o dia cotada a R$ 5,2118, em baixa de 0,12%.

Na B3, às 17h08 no horário de Brasília, o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento tinha variação negativa de 0,02%, a R$ 5,2265. Já o índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa, registrou mínima de 108.377,51 pontos. Com a recuperação no fim do dia, o volume financeiro no pregão somou R$ 24,7 bilhões.

Durante a manhã, o dólar à vista chegou a subir 0,81%, cotado na faixa dos R$ 5,26, mas perdeu força ao longo da sessão. A virada veio à tarde, em sintonia com o movimento no exterior, onde a moeda americana também perdeu força ante outras divisas de países emergentes e exportadores de commodities.

“O dólar abriu o dia em queda, mas passou a subir com os dados americanos. A percepção era de que os juros poderiam seguir altos nos Estados Unidos", disse Jefferson Rugik, diretor da Correparti Corretora. “Depois, o dólar foi perdendo força ante as moedas emergentes.”

No Brasil, o movimento foi favorecido por comentários de Lula sobre Campos Neto, em uma entrevista. “Como presidente da República, não me interessa brigar com um cidadão que é presidente do Banco Central, que eu pouco conheço, eu vi ele uma vez", afirmou.

Para Fabrício Gonçalvez, sócio-fundador e presidente-executivo da Box Asset Management, a melhora na bolsa paulista acompanhou declaração de Lula. 

Na visão de parte do mercado, a afirmação de Lula ajudou a reduzir a temperatura em torno de discordâncias entre o governo e o BC sobre a meta de inflação. Ainda assim, o dólar não teve espaço para cair ainda mais ante o real, justamente porque investidores aguardavam o resultado da reunião do CMN (Conselho Monetário Nacional), a ser divulgado após o fechamento dos negócios.

O colegiado é responsável por definir a meta de inflação, em decisão que normalmente é tomada em junho. No início desta semana, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, negou que o tema da meta de inflação estaria na pauta do CMN desta quinta.

O que também ocupou as atenções no pregão foi a divulgação de uma série de balanços, com os números de B3, Rumo, Ultrapar, Telefônica Brasil, entre outros. Ainda estão previstos os resultados de Vale, Lojas Renner e Hypera.

Para sexta-feira (17), a expectativa é de que alguns agentes do mercado possam atuar na ponta de compra de dólares, para se protegerem antes do feriado prolongado do Carnaval. Enquanto os negócios estarão parados no Brasil, os mercados funcionarão normalmente no exterior.

Wall Street teve um fechamento negativo, com a pauta da sessão trazendo dados mais fortes do que o esperado sobre os preços ao produtor nos EUA e um número menor do que o esperado nos pedidos de auxílio-desemprego semanais. O S&P 500 recuou mais de 1%.

Últimas