Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Educação
Publicidade

Governo prorroga por três meses prazo para renegociação de dívidas do Fies

Estudantes terão até 31 de agosto para renegociar dívidas relacionadas ao financiamento estudantil

Educação|Do R7, em Brasília

Prazo foi estendido até o dia 31 de agosto (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O governo federal prorrogou até 31 de agosto o prazo para renegociação de dívidas do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), o Desenrola Fies. Até o momento, a Caixa Econômica Federal registrou 220 mil solicitações de renegociação, totalizando R$ 9,70 bilhões. Com o Desenrola Fies, os estudantes podem ter seus contratos regularizados e nomes retirados dos cadastros restritivos, com descontos que chegam a até 99%.

Veja mais

Segundo o Ministério da Educação, apenas 22,8% das estimativas de adesão à renegociação foram concluídas, “o que demonstra a necessidade de uma extensão do prazo, especialmente considerando a situação de calamidade pública que aflige o Rio Grande do Sul”. O estado gaúcho teve 26,8% das adesões realizadas até o momento.

A renegociação pode ser feita de maneira digital pelo aplicativo Fies Caixa ou pelo SifesWeb, sem a necessidade de comparecer em uma agência. O governo informou que a situação de calamidade no Rio Grande do Sul foi um dos fatores considerados para a prorrogação.

Estudantes com contrato assinado até 2017, que se encontravam na fase de amortização em 30/6/2023, podem aderir até 31 de agosto de 2024. O atraso da dívida será considerado para contratos do dia 30 de junho de 2023.

Publicidade

Confira as condições de renegociação

  • 0 a 90 dias de atraso: 12% de desconto para quitação do saldo devedor à vista. Para aderir nesta modalidade é necessário estar adimplente com zero dias de atraso na data da adesão.
  • Mais de 90 dias de atraso: 12% de desconto para quitação do saldo devedor à vista ou reparcelamento em até 150 prestações mensais com a redução de 100% dos juros e multa por atraso.
  • Mais de 360 dias de atraso (devedor cadastrado no CadÚnico em 30/6/2023 ou beneficiário do Auxílio Emergencial 2021): Desconto de 99% do valor consolidado da dívida no pagamento à vista ou em 15 vezes para contratos com a última parcela do contrato com mais de 5 anos de atraso. Desconto de 92% do valor consolidado da dívida no pagamento à vista ou em 15 vezes para contratos com a última parcela do contrato gerada há menos de 5 anos.
  • Mais de 360 dias de atraso (que não se enquadre nas condições acima): até 77% de desconto do valor total da dívida, para quitação à vista ou em 15 vezes. Em caso de parcelamento, a parcela deverá ser de no mínimo R$ 200.

Fies Social

Em fevereiro, o governo federal lançou o programa “Fies Social”, que tem por objetivo oferecer a possibilidade de até 100% de financiamento nos contratos de financiamento estudantil.

Para participar, o estudante deve ter cadastro no CadÚnico até junho de 2023 ou ter sido beneficiário do Auxílio Emergencial 2021, possuir dívida do Fies em contratos iniciados até 2017 e estar com pagamentos atrasados até junho de 2023.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.