Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2016
Publicidade

Rafael Tubarão é eleito prefeito de Magé e impede retorno de família Cozzolino ao poder

Clã domina a política no município há mais de três décadas; Tubarão já era prefeito desde abril

Rio de Janeiro|Do R7

Tubarão teve 63,87% dos votos válidos contra 32,49% de Cozzolino
Tubarão teve 63,87% dos votos válidos contra 32,49% de Cozzolino Tubarão teve 63,87% dos votos válidos contra 32,49% de Cozzolino

O candidato Rafael Tubarão (PPS) foi eleito prefeito de Magé, na Baixada Fluminense, neste domingo (2), com 63,87% (81.601) dos votos válidos. O representante do PPS venceu o principal concorrente Rafael Cozzolino (PR), que teve 32,49% (41.443).

O resultado representa mais uma derrota para a família Cozzolino que domina a política na região há mais de três décadas. Tubarão era presidente da Câmara dos Vereadores e assumiu a administração do município em abril deste ano após a cassação do prefeito Nestor Vidal (PMDB) e da renúncia de seu vice, Claudio da Pakera.

Outros três candidatos disputaram o pleito para o Executivo de Magé: Soninha (PRB) recebeu 2,02% (2.580) dos votos válidos, seguida por Dr. Daniel Klein (PSOL) com 0,91% (1.163 votos) e Paulo Afonso (PPL) com 0,60% (766). 3,81% do eleitorado mageense votou em branco e 8,04% anulou o voto. Dos 178 mil eleitores mageenses, 18,71% (33.306) se absteve de votar neste domingo.

Política conturbada em Magé

Publicidade

Dos últimos sete prefeitos eleitos no município, quatro pertenciam à família. A última foi Núbia Cozzolino eleita pela primeira vez em 2004 e reeleita quatro anos depois. Ela e o vice Rozan Gomes acabaram cassados por abuso de poder econômico e político, e uso indevido dos meios de comunicação.

Na época, o então presidente da Câmara e irmão de Núbia, Anderson Cozzolino, assumiu a prefeitura interinamente. Servidores da prefeitura também acusaram o político de não pagar os salários de funcionários que participaram de campanhas para candidatos da oposição.

Publicidade

Convocadas novas eleições, Nestor Vidal foi eleito prefeito da cidade em julho de 2011, com 68,62% dos votos válidos. Ele venceu o principal adversário Werner Saraiva, apoiado pela família Cozzolino, que teve 23,82%. No fim do ano seguinte, o político foi reeleito com 72,49%, vencendo o candidato Ricardo da Karol que recebeu 27,51% dos votos válidos.

No dia 7 de abril deste ano, Nestor Vidal foi cassado por unanimidade, com 17 votos a favor, pela Câmara de Vereadores. O então prefeito foi acusado de irregularidades em convênio com a Clínica da Cidade, da qual foi sócio antes de assumir o cargo, e na folha de pagamento. Em eleição indireta, Rafael Tubarão foi eleito pelos vereadores, também por unanimidade, para exercer o cargo em definitivo até o fim deste ano.

Em janeiro deste ano, o Ministério Público do Rio fez uma operação para cumprir mandados de prisão preventiva contra os ex-prefeitos Rozan Gomes e Anderson Cozzolino. De acordo com a instituição, eles são acusados de fraude em licitação, peculato, corrupção ativa, coação, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.