Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Novo lar: hipopótamos de Pablo Escobar serão levados para a Índia e México

Plano anunciado por governador é transportar cerca de 70 animais para instituições dos dois países; estimativa é que existam ao menos 130 hipopótamos na Colômbia

Hora 7|Do R7

Animais serão levados para parques da Índia e México
Animais serão levados para parques da Índia e México Animais serão levados para parques da Índia e México

Após se tornarem um problema ambiental internacionalmente conhecido, especialistas parecem ter finalmente encontrado um destino para parte dos hipopótamos levados à Colômbia por Pablo Escobar — e por isso apelidados de "hipopótamos da cocaína".

Segundo informação de autoridades locais, os animais serão levado para um centro de reabilitação de animais selvagens da Índia, e outra parte para instituições do México.

A informação foi dada por Aníbal Correa, governador de Antioquia, região onde fica a Hacienda Napoles, a antiga moradia do narcotraficante famoso.

Estudos apontam que existem de 130 a 160 hipopótamos na região — 60 deles devem ir para a Índia e outros 10 para zoológicos e parques do México.

Publicidade

O plano está em curso há cerca de um ano e agora está na fase prática. A ideia é atrair os animais para caixas especialmente projetadas, onde ficarão para o transporte. Caso eles não se comportem de forma violenta, os veterinários não pretendem nem aplicar sedativos.

A operação começou a ser considerada após a ideia de castrar os animais falhar quase totalmente, segundo o governador.

Publicidade

Em entrevista à CNN, a professora de biologia da Universidade Javeriana (em Bogotá), María Ángela Echeverry, explicou que os animais não poderiam ser levados de volta à África, onde são nativos.

"Toda vez que movemos animais ou plantas de um lugar para outro, também movemos seus patógenos, suas bactérias e seus vírus. E poderíamos estar trazendo novas doenças para a África, não apenas para os hipopótamos que estão na natureza", disse Echeverry ao canal de notícias.

Publicidade

Longe de casa

Os hipopótamos — inicialmente, um macho e três fêmeas — chegaram à Colômbia na década de 1980, como parte de uma coleção de animais exóticos de outros ecossistemas, mantida pelo traficante Pablo Escobar.

Leia também

Com a morte de Escobar, em 1993, as autoridades transportaram os animais para outros locais, mas os hipopótamos ficaram livres por lá, pelo comportamento agressivo e o tamanho gigantesco.

Publicidade

Sem predadores e limites, eles começaram a se reproduzir sem controle. Um estudo publicado na revista Nature indicou que a população de hipopótamos na região poderia chegar a 1.500 em cerca de duas décadas.

LEIA ABAIXO: Hipopótamos de Pablo Escobar devem ser abatidos, diz cientista

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.