Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

FBI diz que grupo hacker da Coreia do Norte roubou mais de R$ 513 milhões em criptomoedas

Ainda de acordo com a agência, parte do valor seria utilizado para patrocinar o programa de mísseis norte-coreanos

Internacional|

Coreia do Norte intensificou os testes com mísseis nos últimos anos
Coreia do Norte intensificou os testes com mísseis nos últimos anos Coreia do Norte intensificou os testes com mísseis nos últimos anos

O FBI informou que o Lazarus Group, um grupo de hackers associado à Coreia do Norte, também conhecido como APT38, foi responsável pelo roubo em junho passado de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 513 milhões) da empresa norte-americana de criptomoedas Harmony.

Em 13 de janeiro, hackers norte-coreanos usaram um protocolo de privacidade chamado Railgun para lavar mais de 60 milhões de dólares (mais de R$ 308 milhões) em ethereum roubado durante o ataque realizado em junho, disse o FBI em um comunicado.

Uma parte do ethereum foi posteriormente enviada para vários provedores de ativos virtuais e convertida em bitcoin, disse a instituição governamental.

O FBI ainda afirmou que o roubo e lavagem de moeda virtual pela Coreia do Norte são usados para apoiar os programas de mísseis balísticos e armas de destruição em massa.

Publicidade

Em junho do ano passado, a Harmony, com sede na Califórnia, informou que um assalto atingiu a infraestrutura de moedas digitais Horizon bridge. Uma "bridge" no mundo das criptomoedas é uma plataforma que pode ser usada para se transferir recursos entre diferentes blockchains.

A Harmony desenvolve blockchains para finanças descentralizadas – sites peer-to-peer que oferecem empréstimos e outros serviços sem gatekeepers tradicionais, como bancos – e tokens não fungíveis.

Mísseis, Covid e filha de Jong-un: relembre o ano da Coreia do Norte

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.