Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Justiça Eleitoral do Peru indefere recursos de partido de Fujimori

Mais de 1000 pedidos de impugnação feitos pelo Força Popular foram rejeitados pelo JNE; resultado deve ser anunciado em breve

Internacional|Do R7

Pedro Castillo deve ser declarado vencedor da eleição no Peru
Pedro Castillo deve ser declarado vencedor da eleição no Peru Pedro Castillo deve ser declarado vencedor da eleição no Peru

O Juizado Nacional Eleitoral (JNE), o principal órgão da Justiça Eleitoral do Peru, divulgou nesta segunda-feira (12) que concluiu o processo de revisão dos recursos apresentados pelo partido Força Popular, da candidata de direita, Keiko Fujimori, sobre o segundo turno das eleições presidenciais, realizadas no último dia 6 de junho. 

Leia também: Peru: eleitores acampam em Lima para 'defender' seus votos

De acordo com fontes ouvidas pelo jornal El Comércio, todos os recursos interpostos contra o resultado, que deu vitória ao esquerdista Pedro Castillo, foram indefiridos pelo JNE. Com isso, restariam apenas alguns detalhes burocráticos, como a publicação das atas eleitorais, para que Castillo seja declarado o vencedor e futuro presidente do Peru.

A posse está marcada para o dia 28 deste mês, dia que o país celebra 200 anos de sua independência da Espanha. Com 100% dos votos apurados, Castillo teve uma vantagem de 44 mil votos em relação a Keiko, filha do ex-ditador Alberto Fujimori. Desde a votação, no entanto, ela se recusou a reconhecer o resultado, apontando uma suposta fraude.

Publicidade

Próximos passos

O que faltava para concluir a revisão por parte do JNE eram os votos de um dos juízes, Víctor Raúl Rodríguez Monteza, que acabou de assumir o cargo. Ele entregou os documentos na manhã desta segunda-feira, e votou em minoria a favor dos embargos pedidos pelo Força Popular. Os outros três membros do juizado, no entanto, já tinham formado maioria contra os recursos.

Após a publicação das decisões pelo JNE, elas serão encaminhadas aos juizados especiais responsáveis pelos diversos distritos. O Força Popular ainda poderá entrar com mais um recurso, mas ele só funcionará em locais onde a soma dos votos nulos e brancos seja maior que dois terços dos votos válidos, de acordo com a lei peruana.

Uma vez que esses recursos sejam revistos localmente, o resultado será oficializado. Um especialista ouvido pelo El Comércio espera que Castillo seja declarado oficialmente o vencedor por volta dos dias 20 ou 21 deste mês.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.