Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Kremlin denuncia 'russofobia' na escolha de Zelenski como pessoa do ano pela revista Time

Porta-voz do governo russo criticou a ‘cegueira’ do veículo americano, que homenageou o 'espírito' da Ucrânia

Internacional|Do R7


O presidente russo, Vladimir Putin, durante o 10º Congresso Nacional de Juízes em Moscou
O presidente russo, Vladimir Putin, durante o 10º Congresso Nacional de Juízes em Moscou

O Kremlin criticou nesta quinta-feira (8) a "russofobia" e a "cegueira" da revista americana Time, que escolheu o presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, como a pessoa do ano de 2022 e homenageou o "espírito" de seu país.

"Vemos que a linha editorial dessa revista não vai além da corrente dominante em toda a Europa, que é absolutamente cega, antirrussa e furiosamente russofóbica", disse o porta-voz presidencial russo, Dmitri Peskov, a repórteres.

A revista afirmou que Zelenski "arrebatou o mundo de maneiras que não víamos havia décadas".

A figura de Zelenski, que foi criticado antes da ofensiva do Kremlin, no fim de fevereiro, por não ter realizado as reformas que havia prometido, adquiriu uma nova dimensão no conflito, pois uniu a população e as tropas com mensagens de vídeo e visitas ao front.

Publicidade

Ele também ganhou o apoio crucial dos líderes ocidentais graças a inúmeros discursos a distância, reuniões e telefonemas quase diários.

Leia também

No entanto, as autoridades russas o apresentam como o chefe de uma gangue de "nazistas" ou "viciados em drogas" e criticam sua recusa em negociar com Vladimir Putin.

Peskov insistiu nesta quinta-feira que o conflito pode ser encerrado "amanhã se (Zelenski) desejar".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.