Guerra Israel x Hamas

Internacional Maior comboio de ajuda humanitária enviado a Gaza entra no território com 43 caminhões

Maior comboio de ajuda humanitária enviado a Gaza entra no território com 43 caminhões

Veículos entraram em dois grupos, sendo o primeiro com 20, no início da manhã, e o outro com 23, no meio da tarde

  • Internacional | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Maior comboio de ajuda humanitária enviado a Gaza entrou no território com 43 caminhões.

  • Caminhões entraram em dois grupos: o primeiro com 20, no início da manhã, e o outro com 23.

  • Veículos passaram pelo posto de controle para que fosse verificada a carga de cada um deles.

Ambulâncias voltam para o lado egípcio de Rafah

Ambulâncias voltam para o lado egípcio de Rafah

AFP - 1°/11/2023

Com um total de 43 caminhões, o maior comboio a entrar em um único dia na Faixa de Gaza em meio à atual guerra entre Israel e o grupo terrorista Hamas chegou nesta quarta-feira (1º) ao território palestino pela passagem de Rafah, na fronteira com o Egito, depois de ser inspecionado por autoridades israelenses.

Os caminhões entraram em dois grupos, sendo o primeiro com 20, no início da manhã, e o outro com 23, no meio da tarde. Eles passaram pelo posto de controle israelense para que fosse verificada a carga de cada um deles, que estavam parados havia horas no lado egípcio do posto de Rafah.

A ajuda levada desde o Egito para o território palestino nos últimos dias não incluiu combustível, item vetado por Israel por medo de que ele caia nas mãos do Hamas, embora seja necessário para manter hospitais, padarias e estações de purificação de água em funcionamento.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram

A pequena quantidade de ajuda humanitária que está chegando a Gaza provocou uma onda de severas críticas por parte de ONGs e das Nações Unidas, que advertiram que a assistência que está chegando é apenas "uma gota no oceano de necessidades da população", como definiram.

De acordo com a ONU, antes do início da guerra entre Israel e o Hamas, cerca de 500 caminhões de ajuda humanitária entravam em Gaza todos os dias, mas na última semana a média foi de 12.

A população do enclave tem sofrido com os bombardeios incessantes de Israel em retaliação ao ataque que o país sofreu do Hamas no dia 7 de outubro e que teve saldo de mais de 1.400 mortos.

Já o número de mortes em Gaza devido aos bombardeios israelenses é de cerca de 8.800, informou nesta quarta-feira Ashraf Al Qudra, porta-voz do Ministério da Saúde do território.

Últimas