Minas Gerais BH investiga oito casos de Ômicron enquanto MG notifica cinco

BH investiga oito casos de Ômicron enquanto MG notifica cinco

Prefeitura da capital afirma que há cinco homens e três mulheres que vieram de outros países e testaram positivo para Covid-19

  • Minas Gerais | Lucas Eugênio, da Record TV Minas e Giovana Maldini*, do R7

Segundo PBH, há oito casos suspeitos da Ômicron

Segundo PBH, há oito casos suspeitos da Ômicron

DIVULGAÇÃO / USP

Após a divulgação da SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde) de que há cinco casos suspeitos de Ômicron no Estado, a Prefeitura de Belo Horizonte afirma que foram notificadas oito possíveis infecções pela nova variante na capital.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, são cinco pacientes do sexo masculino e três do sexo feminino que vieram da África do Sul, Itália, EUA, Gana e Moçambique. Em nota, a prefeitura afirma que as amostras foram encaminhadas para sequenciamento genético.

Já o Governo de Minas Gerais fala em duas mulheres e três homens. Na última segunda-feira (13), o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, anunciou que Minas havia notificado quatro casos em Belo Horizonte. O quinto, registrado nesta quarta-feira (15) na capital, é de um  homem que veio do continente africano.

Em nota, a SES afirma que investiga cinco casos positivos de covid-19. Além desses, outros três também estão sendo monitorados, mas eles não são classificados como suspeitos de variante Ômicron. "Devido à vigilância estabelecida no estado, eles terão as amostras sequenciadas por causa do histórico de viagens para os Estados Unidos (2) e Itália (1), terem testado positivo para covid-19 e apresentado sintomas leves 14 dias após o retorno para o Brasil". 

Confira a nota da Prefeitura de BH na íntegra :

"A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que foram notificados oito casos suspeitos da variante Ômicron em Belo Horizonte. As amostras foram encaminhadas para sequenciamento genético. Tratam-se de cinco pacientes do sexo masculino e três do sexo feminino, procedentes da África do Sul, Itália, EUA, Gana e Moçambique.

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) realiza um trabalho de monitoramento continuado para acompanhar suspeitas de surtos e novas variantes precocemente, além de outras situações relacionadas à transmissão da Covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde segue realizando o acompanhamento permanente da situação.

A Prefeitura esclarece que é necessário manter as mesmas recomendações sanitárias como o uso correto de máscaras, evitar aglomerações, lavar as mãos com frequência e manter a situação vacinal em dia".

*Estagiária do R7, sob supervisão de Ana Gomes

Últimas