Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Bloqueio no orçamento pode afetar assistência estudantil, alerta UFMG

Universidade Federal de Minas Gerais calcula que impacto nos cofres da instituição pode chegar a R$ 12 milhões

Minas Gerais|Pablo Nascimento, do R7, com Agência Brasil

UFMG está no ranking das melhores universidades do mundo
UFMG está no ranking das melhores universidades do mundo UFMG está no ranking das melhores universidades do mundo

A UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) divulgou um balanço, nesta sexta-feira (7), apontando que a instituição teve R$ 12 milhões bloqueados no contingenciamento orçamentário feito pelo Governo Federal.

O Conselho Universitário da UFMG avalia que "atividades de funcionamento da instituição" e os programas de assistência estudantil podem ter impacto "direto e imediato", caso o bloqueio "não seja revertido em tempo hábil, uma vez que esse contingenciamento ocorre próximo ao fim do período de execução orçamentária".

O ministro da Educação, Victor Godoy, havia declaro nesta quinta-feira (6), que não se trata de um corte no orçamento e, sim, um “limite temporário para movimento e empenho” de recursos. Medida que, segundo o chefe da pasta, valerá até novembro.

Na tarde desta sexta-feira, Godoy divulgou um comunicado nas redes sociais informando que os valores serão desbloqueados, mas não informou datas.

O decreto de contingenciamento prevê o congelamento de 5,8% no orçamento de todo o Ministério da Economia. No caixa das universidades e institutos federais de educação, o atual bloqueio prevê impacto de R$ 328,5 milhões.

O balanço do Conselho Universitário da UFMG destaca que o orçamento previsto para 2022 já era 7,43% menor do que o do ano de 2020, além de já ter sofrido um impacto de R$ 16 milhões em maio deste ano.

Já o ministro da Educação disse que os recursos destinados às universidades tiveram aumento de 10%; e os dos institutos, de 20%. “São R$ 930 milhões a mais para garantir todas as atividades de universidades e institutos”, garantiu Godoy.

A UFMG

A revista acadêmica chinesa Shanghai Ranking Consultancy classificou a UFMG na lista das cinco melhores universidades brasileiras e na das 500 melhores do mundo. A universidade foi fundada em 7 de setembro de 1927.

A instituição tem cerca de 44 mil alunos na graduação, mestrado e doutorado. A universidade é um dos principais fomentadores de pesquisas do país. Entre os destaques atuais, está a primeira vacina brasileira contra Covid-19.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.