Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

É verdade que existem remédios não veganos?

Cápsulas gelatinosas que envolvem muitos medicamentos são feitas de  partes de animais

MonitoR7|Do R7

Suplementos também podem ter substâncias não veganas
Suplementos também podem ter substâncias não veganas Suplementos também podem ter substâncias não veganas

Vários setores da indústria usam ingredientes de origem animal em seus processos. Não é é diferente com as farmacêuticas. Por essa razão, muitos veganos podem ter problemas ao consumir determinados medicamentos ou suplementos vitamínicos.

Isso ocorre porque as cápsulas gelatinosas que envolvem os remédios é derivada, principalmente, de partes de animais, como pele, ossos e cartilagens de bovinos ou suínos.

Elas são usadas porque são fáceis de engolir, decompõem-se facilmente no estômago e podem ajudar a mascarar o sabor desagradável dos próprios medicamentos.

Alguns suplementos vitamínicos também podem ser de origem animal, como é o caso da vitamina D3, frequentemente derivada da lanolina, uma substância presente na lã de ovelhas.

Também há suplementos de vitamina B12 derivados de fontes não veganas, como subprodutos de animais ou processos que envolvem ingredientes de origem animal ou sintetizada por bactérias em um processo que pode envolver produtos de origem animal.

Porém, se você é vegano, não deve interromper qualquer tratamento medicamentoso. É importante conversar com seu médico para tentar encontrar opções.

"Se você não conseguir localizar essas alternativas, isso não significa que você deva interromper o uso do medicamento. Ser vegano significa evitar produtos de origem animal sempre que possível, e às vezes é impossível evitar ingredientes de origem animal em medicamentos vitais", diz a organização Plant Based News em seu site.

Conheça 10 curiosidades sobre vitaminas e minerais que podem ajudar (ou não) a sua saúde

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.