Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Autos Carros
Publicidade

Recall: Ferrari 296 GTB e GTS podem pegar fogo

Ao todo, 425 unidades dos esportivos terão que ser reparadas na China

Autos Carros|Do R7 e Marcos Camargo Jr.

Modelos são equipados com motor V6 3.0 litros de 830 cv
Modelos são equipados com motor V6 3.0 litros de 830 cv Modelos são equipados com motor V6 3.0 litros de 830 cv

Na China, a Ferrari anunciou recall dos modelos 296 GTB e GTS por risco de incêndio. Ao todo, 425 unidades dos esportivos terão que reparar a tampa da bateria, que pode corroer o tubo de combustível, causando vazamento com risco de pegar fogo.

De acordo com a fabricante, os bólidos podem fazer de zero a 100 km/h em apenas 2,9 segundos
De acordo com a fabricante, os bólidos podem fazer de zero a 100 km/h em apenas 2,9 segundos De acordo com a fabricante, os bólidos podem fazer de zero a 100 km/h em apenas 2,9 segundos

Segundo a Ferrari, foi encontrada uma falha de projeto, que deixa o tubo onde passa o combustível próximo a tampa da bateria, o que gera uma reação química causando corrosão no tubo e vazamento do combustível. Até o momento nenhum modelo chegou a pegar fogo, uma vez que a marca já começou a adotar medidas de precaução isolando os equipamentos. Contudo, a marca informou que os donos dos modelos 296 GTB e GTS deverão levar os esportivos às concessionárias da marca para instalar um novo tubo de conexão com borracha anticorrosiva, que evitará o vazamento do combustível.

Interior dos modelos têm acabamento tradicional da marca italiana
Interior dos modelos têm acabamento tradicional da marca italiana Interior dos modelos têm acabamento tradicional da marca italiana

Os modelos são equipados com motor V6 3.0 litros, que entrega 663 cv com torque de 75,5 kgfm e com outro elétrico de 167 cv, que juntos rendem a potência de 830 cv. De acordo com a fabricante, os bólidos podem fazer de zero a 100 km/h em apenas 2,9 segundos e atingir a velocidade máxima de 330 km/h.

*Com a colaboração Felipe Salomão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.