Rio de Janeiro Justiça aceita denúncia contra grupo acusado de exploração infantil no Leblon

Justiça aceita denúncia contra grupo acusado de exploração infantil no Leblon

As seis mulheres, no entanto, tiveram o pedido de liberdade provisória concedido pela juíza Gisele de Faria

  • Rio de Janeiro | Bruna Zulata*, do R7

Investigação da polícia descobriu que mães tinham envolvimento com o esquema

Investigação da polícia descobriu que mães tinham envolvimento com o esquema

Record TV

A Justiça aceitou a denúncia do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) contra um grupo de mulheres acusadas de exploração de menores de idade no Leblon, na zona sul do Rio.

Na mesma decisão, a juíza Gisele de Faria, da Veca (1ª Vara Especializada de Crimes contra a Criança e o Adolescente), concedeu o pedido de liberdade provisória às envolvidas, que devem cumprir medidas cautelares como comparecer bimestralmente ao juízo e manter o endereço atualizado.

As seis acusadas foram presas em outubro deste ano, depois que a investigação da Polícia Civil descobriu que menores eram levados ao bairro para pedir dinheiro a pedestres, enquanto os adultos recebiam os valores no fim do dia. As mães das crianças, inclusive, tinham envolvimento com o esquema.

A denúncia apontou que os menores eram submetidos a intensas jornadas de trabalho durante o horário escolar e também no período noturno, mesmo no frio e debaixo de forte chuva.

O grupo responde pelos crimes de abandono de incapaz e exploração de mão de obra infantil. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira 

Últimas