Rio de Janeiro Polícia oferece recompensa por informações sobre assassinos de PMs no RJ; 8 policiais morreram em 2017

Polícia oferece recompensa por informações sobre assassinos de PMs no RJ; 8 policiais morreram em 2017

Portal Procurados lançou cartaz com fotos dos dois PMs mortos nesta semana

Polícia oferece recompensa por informações sobre assassinos de PMs no RJ; 8 policiais morreram em 2017

Oito PMs morreram em poucos menos de 15 dias em 2017

Oito PMs morreram em poucos menos de 15 dias em 2017

Reprodução / Record TV Rio

A Polícia Civil procura pelos criminosos envolvidos na morte de policiais militares no Rio de Janeiro. Uma recompensa de R$ 5 mil é oferecida para quem tiver informações que levem ao paradeiro dos bandidos. Em pouco menos de 15 dias, oito PMs foram assassinados no Estado do Rio neste ano.

O portal Procurados fez um apelo à população para encontrar pista sobre os suspeitos e lançou um cartaz com as fotos dos soldados Daniel Silva e Sandro Mendes Lyra que foram assassinados nesta semana. 

Nesta quinta-feira (12), o PM Lyra, de 36 anos, morreu após ser atacado por criminosos na comunidade do Mandela, na zona norte do Rio. Segundo o comando da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) Arará/Mandela, o soldado  patrulhava uma localidade conhecida como Igrejinha acompanhado de outros PMs quando entraram em confronto com os bandidos.

Ele teria sido sido atingido na cabeça e chegou a ser levado para o Hospital Quinta D'Or, em São Cristóvão, também na zona norte, mas não resistiu aos ferimentos. Lyra estava na corporação desde 2012 e deixa esposa e dois filhos.

Já o PM Silva teve o corpo encontrado carbonizado em Bangu, na zona oeste. A informação foi confirmada pela DH (Delegacia de Homicídios) após um exame feito pela perícia. Ele era lotado na UPP Ladeira dos Tabajaras. De acordo com a polícia, Silva foi morto por traficantes da localidade conhecida como 77, em Bangu.

Só nos cinco primeiros de 2017, seis policiais foram assassinados no Estado do Rio: André William Barbosa de Oliveira, Antônio Carlos Paiva Nunes, Cleiton William Santos de Freitas, Francisco Assis de Aguiar, Jefferson Cruz Pedra e Marcelo Abdalla Neder.

Assista ao vídeo: