Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

RJ: Torcedor suspeito da morte de jovem palmeirense tem prisão mantida em audiência de custódia

O professor Jonathan Messias Santos da Silva, de 33 anos, foi preso em casa, em Campo Grande, na zona oeste do Rio

Rio de Janeiro|Do R7

Jovem morreu após ter sido ferida em confusão entre torcedores do Palmeiras e do Flamengo
Jovem morreu após ter sido ferida em confusão entre torcedores do Palmeiras e do Flamengo Jovem morreu após ter sido ferida em confusão entre torcedores do Palmeiras e do Flamengo

A Justiça do Rio manteve, nesta terça-feira (25), a prisão de um novo torcedor suspeito de ter jogado a garrafa que atingiu a palmeirense Gabriela Anelli e provocou a morte dela, durante uma confusão antes de uma partida pelo Campeonato Brasileiro, em São Paulo, no dia 8 de julho.

O professor Jonathan Messias Santos da Silva, de 33 anos, foi preso em casa, em Campo Grande, na zona oeste da capital fluminense, no início desta manhã.

Segundo a Polícia Civil de São Paulo, o preso foi identificado por meio da comparação das imagens gravadas por testemunhas com as do estádio Allianz Parque.

A detenção de Jonathan ocorreu depois que a Justiça determinou uma nova investigação sobre o caso. Logo após o tumulto que resultou na morte de Gabriela, a polícia prendeu outro torcedor do Flamengo.

Publicidade

Apesar de a delegacia inicialmente responsável pelo caso ter apontado uma suposta confissão, Leonardo Felipe Xavier alegou inocência. Por incoerência nas provas colhidas até então, ele foi solto a pedido do Ministério Público de São Paulo

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.