Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Drogas e sexo no banheiro: adolescente diz ter ajudado a enterrar corpo de influenciador 

Segundo a menina, Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos, teria tido um ataque do coração sob efeito de entorpecentes

São Paulo|Do R7

O influenciador Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos
O influenciador Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos O influenciador Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos (Reprodução/YouTube)

Uma adolescente de 16 anos declarou, segundo a polícia, ter ajudado a enterrar o corpo do influenciador digital Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos, em uma cova rasa no quintal dos fundos de um imóvel em Itapecerica da Serra, Grande São Paulo.

De acordo com a menina, o jovem teria tido um infarto após consumir drogas e ter relações sexuais com ela no banheiro da casa. Ela ainda disse que tentou reanimar a vítima por pelo menos três horas.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

Assine a newsletter R7 em Ponto

Publicidade

O delegado que cuida do caso afirmou que em princípio não há indícios de um possível homicídio.

A menina é irmã de uma amiga de Medeiros que também estava na casa, acompanhada do namorado.

Publicidade

Casal detido

Um casal foi detido na residência onde o corpo do influenciador estava enterrado por suspeita de ocultamento de cadáver.

Eles contaram à polícia que tinham o hábito de se reunir com Medeiros e que, na data, estavam comemorando o Natal consumindo cocaína.

A adolescente teria sido convidada pelo influenciador para ter relações sexuais com ele.

A menina aceitou e, então, eles foram para o banheiro. Após o ato, Medeiros começou a passar a mal e caiu, segundo ela.

O casal afirmou que, após perceber que o amigo estava morto, decidiu não chamar o resgate e enterrá-lo no fundo do quintal.

Investigação

O delegado que acompanha o caso afirmou que pediu a antecipação do resultado da necrópsia e do teste toxicológico para confirmar a versão do casal. O documento deve ser entregue para a Polícia Civil nesta quinta-feira (4).

De acordo com o agente, os exames são essenciais para determinar se o casal será investigado por homicídio ou por ocultação de cadáver.

Caso eles confirmem a versão do casal e indiquem que a causa da morte de Medeiros foi overdose, os dois devem responder em liberdade pelo crime de ocultação de cadáver.

Leia também

O caso

O corpo do influenciador Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos, foi encontrado enterrado em Itapecerica da Serra, na região metropolitana de São Paulo, na tarde do sábado (30).

O jovem estava desaparecido desde o Natal e é conhecido por gravar vídeos pregando pegadinhas — seu canal no YouTube possui quase 2 milhões de inscritos.

Segundo a irmã dele, Medeiros passaria a noite com a família, mas mudou de ideia e decidiu ficar com os amigos, em uma residência na mesma rua. 

Como retornaria em breve, o influenciador deixou a casa destrancada e levou apenas o celular e os documentos. Desde então os familiares não tiveram mais notícias.

De acordo com informações apuradas pela produção do Cidade Alerta, vizinhos comunicaram aos amigos do desaparecido a presença de um cheiro forte vindo do terreno e decidiram ir até o local.

Lá acharam uma porção de terra revirada e uma parte do corpo do influencer. Então, no sábado (30), acionaram os bombeiros.

Pouco tempo depois, a irmã do youtuber o identificou pelas roupas — eram as mesmas do dia do desaparecimento — e também por duas tatuagens no antebraço: um falcão e uma estrela.

Drogas e cova rasa: o que se sabe sobre morte de influenciador enterrado no quintal em SP

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.