Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Confiança do empresário cresce 8,6% em julho, diz FecomercioSP

Apesar do aumento, resultados de julho representam um recuo de 40,8% na comparação com o mesmo período do ano anterior

São Paulo|

Comércios de SP vão reabrindo seguindo plano do governo
Comércios de SP vão reabrindo seguindo plano do governo Comércios de SP vão reabrindo seguindo plano do governo

O ICEC (Índice de Confiança do Empresário do Comércio), medido pela FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), apresentou alta em julho em comparação com o mês anterior.

A última pesquisa, que ouviu comerciantes da cidade de São Paulo, registrou uma pontuação de 66,2, alta de 8,6% em relação à junho, quando o indicador atingiu 61 pontos, em seu pior resultado de toda a série histórica, iniciada em março de 2011.

Leia mais: SP: confiança do empresário tem 3ª queda consecutiva, diz Fecomercio

Apesar do aumento, os resultados de julho ainda estão em patamar baixo se comparado com o mesmo período do ano passado. Os 66 pontos registrados representam um recuo de 40,8% ante o mesmo mês de 2019.

Publicidade

Segundo a FecomercioSP, restrições de funcionamento e o receio dos consumidores são as principais causas para a ainda baixa confiança do empresariado. Na comparação com o mês anterior, o IEC (Índice de Expansão do Comércio) permaneceu estável, com leve baixa de 0,4%.

Em nota, a Federação recomenda que os comerciantes sejam conservadores nas operações administrativas, reavaliem riscos e evitem aumento de custos, destacando a importância do controle do fluxo de caixa.

Publicidade

A FecomercioSP ainda sugere renegociar vencimentos e prazos, "sempre alinhando os recursos de acordo com o planejamento de trabalho dos funcionários e o ritmo dos fornecedores".

Também figuram entre as recomendações da instituição controlar o estoque, focar em mercadorias que têm mais saída, reavaliar preços, oferecer mais formas de pagamento, evitar excesso de endividamento e diversificar os canais de venda, investindo no comércio eletrônico.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.