Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Morre jovem que levou tiro após ter surto psicótico e fazer mãe e avó refém na zona norte de São Paulo

Polícia invadiu o apartamento e disparou contra o suspeito na freguesia do Ó; as vítmas foram resgatadas e estão bem

São Paulo|Letícia Assis e Edilson Muniz, da Agência Record

Jovem que fez mãe e avó de refem em apartamento morre nesta sexta (3)
Jovem que fez mãe e avó de refem em apartamento morre nesta sexta (3) Jovem que fez mãe e avó de refem em apartamento morre nesta sexta (3)

O jovem de 20 anos que levou um tiro de policiais após ter um surto psicótico e fazer a mãe e a avó de reféns, não resistiu aos ferimentos e morreu na zona norte de São Paulo, nesta sexta-feira (3).

O rapaz teria mantido a mãe e a avó, de 85 anos, no apartamento delas, na rua Antônio Pires, número 810, bairro da Vila Albertina, região da Freguesia do Ó, na zona norte de São Paulo, nesta madrugada.

O homem havia ferido com uma faca outras duas vítimas: dois homens de 19 e 48 anos, antes da chegada dos PMs. No apartamento, o suspeito manteve a mãe e a avó reféns e o GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais) também foi acionado.

Leia também

A equipe tentou a negociação, sem sucesso, e precisou intervir. O autor foi baleado e não resistiu. As duas vítimas foram resgatadas e a idosa permaneceu sob observação médica no Hospital Vila Penteado.

Publicidade

Um dos policiais que atendeu a ocorrência, de 45 anos, também ficou ferido e precisou de atendimento. O caso foi registrado como tentativa de homicídio no 72º DP (Vila Penteado) e encaminhado para o DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa), onde será investigado por meio de inquérito policial. A Polícia Militar acompanha o caso.

Nas redes sociais, o Portal do Ó compartilhou o vídeo do momento em que o jovem conversa com a polícia durante surto psicótico. Veja abaixo:

Publicidade

Relembre o caso

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito que sofre de transtornos mentais, estava conversando com dois homens na parte externa do condomínio quando entrou em surto psicótico e sacou um canivete e um spray de pimenta.

O jovem desferiu golpes contra um dos homens, acertando a vítima na cabeça e na costela. O segundo homem conseguiu escapar. Depois disso, ele correu para o apartamento em que mora, no segundo andar.

Publicidade

A mãe dele viu a situação e resolveu ligar para a Polícia Militar, mas o jovem pegou o telefone da mão dela e disse à polícia que não precisava, porque a situação já havia se resolvido. Estranhando, agentes foram até o local para averiguar o que estava acontecendo.

Chegando ao apartamento, os agentes foram conversar com o jovem e, em determinado momento, ele pegou uma faca e desferiu um golpe que atingiu a mão de um dos policiais. Depois disso ele se trancou dentro da casa com a mãe a avó.

Tentativa de negociação

Para se proteger, o jovem colocou um colete, um capacete e começou a usar um escudo. Durante as tratativas e conversas, o suspeito jogou um facão do alto da varanda do apartamento em direção aos policiais que estavam na parte de baixo do prédio.

Após alguns momentos de negociações e percebendo que a mãe e a avó do suspeito não respondiam mais, os agentes resolveram invadir.

Após a invasão, o suspeito partiu para cima da própria mãe e os agentes usaram balas de borracha e uma arma de choque para tentar controla-lo. O jovem que foi atingido e caiu no chão. As equipes de resgate, que já estavam no local, entraram e o encaminharam para o hospital.

O apartamento segue isolado para a passagem da Polícia Científica e a realização da perícia. A avó e a mãe do suspeito estão bem. O caso foi registrado no 13° DP (Casa Verde).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.