São Paulo São Paulo inicia aplicação da bivalente para maiores de 18 anos no próximo sábado (6)

São Paulo inicia aplicação da bivalente para maiores de 18 anos no próximo sábado (6)

Imunizante é uma atualização contra algumas das variantes da Covid-19 que não foram cobertas pelas primeiras vacinas

Agência Estado
Resumindo a Notícia
  • São Paulo inicia aplicação da bivalente para maiores de 18 anos no próximo sábado.

  • Imunizante é uma atualização contra algumas das variantes da Covid-19.

  • Desde 24 de abril, o Ministério da Saúde autorizou a ampliação da vacina bivalente.

Bivalente é uma atualização da vacina contra a Covid

Bivalente é uma atualização da vacina contra a Covid

Divulgação/ Amira Hissa/ PBH

A Secertaria Municipal de Saúde de São Paulo divulgou que todas as pessoas com 18 anos ou mais poderão receber a vacina bivalente da Pfizer contra a Covid-19 a partir do próximo sábado (6). Por enquanto, apenas pessoas com mais de 40 anos estão recebendo o imunizante na capital paulista.

Em 24 de abril, o Ministério da Saúde autorizou a ampliação da vacina bivalente da Covid-19 para toda a população acima de 18 anos no país. No entanto, em razão da disponibilidade de imunizantes, estados e municípios têm adotado estratégias diferentes. Na capital paulista, tem funcionado por escalonamento de faixas etárias, além de grupos de risco.

Segundo a secretaria, São Paulo recebeu na noite da última terça-feira (2) mais de 1 milhão de doses do imunizante, que serão distribuídas para as 470 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade. Desta forma, foi possível ampliar a imunização para outras faixas etárias.

"A imunização com a Pfizer bivalente é recomendada para quem completou o esquema básico de vacinação ou que já recebeu uma ou duas doses de reforço, respeitando o intervalo de quatro meses da mais recente dose recebida", disse.

A pasta reforça ainda que é importante que o grupo prioritário elegível, principalmente os idosos, procurem as unidades para receber a vacina para prevenir as formas graves da doença.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram

Diante da confirmação do primeiro caso da variante XBB.1.16 da Covid-19, conhecida como Arcturus, na cidade de São Paulo, na segunda-feira (1º), especialistas, assim como as autoridades, têm destacado a importância de a população manter a vacinação contra o novo coronavírus em dia.

Atualmente, o imunizante está disponível para pessoas acima de 40 anos de idade, além de maiores de 12 anos com imunossupressão ou com comorbidades, indígenas, gestantes e puérperas, residentes em instituições de longa permanência e funcionários desses equipamentos da cidade, profissionais da saúde, pessoas com deficiência física permanente, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, além da população em situação de rua. Desde 27 de fevereiro, até o momento, a capital paulista aplicou 1.298.068 doses da vacina.

Campanha de multivacinação

Também no sábado, será realizado o 'Dia D' de multivacinação, com vacinas contra a Covid-19, influenza (vírus da gripe), vacina inativada poliomielite, vacina oral poliomielite, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), varicela, entre outras, além de ser feita a atualização de carteirinhas de vacinação de crianças e adolescentes com imunizantes disponíveis de acordo com o calendário do PNI (Programa Nacional de Imunização).

Na ocasião, as UBSs entregarão aos adolescentes que comparecerem às unidades para se vacinar, a DVA (Declaração de Vacinação Atualizada), que deverá ser preenchida e entregue à escola em que o aluno está matriculado.

Excepcionalmente neste sábado, todas as UBSs estarão abertas das 8h às 17h, e as Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, funcionam normalmente das 7h às 19h.

Últimas