São Paulo SP: 97% dos ônibus circulam normalmente na cidade

SP: 97% dos ônibus circulam normalmente na cidade

SPTrans informou ontem que 40% dos ônibus não circulariam. O órgão não garante, porém, que porcentagem permaneça a mesma até o final do dia

  • São Paulo | Giuliana Saringer, do R7, e Rafael Custódio, da Agência Record

SPTrans diz que porcentagem pode diminuir

SPTrans diz que porcentagem pode diminuir

Denny Cesare/Codigo19/Folhapress - 23.05.2018

A maior parte dos ônibus está circulando normalmente na cidade de São Paulo. Segundo a SPTrans, 97% da frota está nas ruas nesta quinta-feira (24). 

A pasta afirma que faz o possível para manter os ônibus nas ruas, mas não garante que a porcentagem continue a mesma até o final do dia. A SPTrans ainda diz que as empresas de ônibus se previniram para a greve de abastecimento.

Na quarta-feira (23), a Prefeitura de São Paulo havia informado que 40% da frota de ônibus da capital não circularia nesta quinta, por causa da falta de abastecimento de combustíveis. 

Por este motivo, o rodízio municipal foi liberado, permitindo a circulação de carros com placa final 7 e 8. 

Problema no abastecimento

Pelo quarto dia consecutivo, os caminhoneiros protestam pela redução do preço do diesel desde segunda-feira (21). Os grupos estão bloqueando rodovias de todo país, impedindo a passagem de mercadorias, como alimentos e combustíveis. 

Na noite de quarta (23), a Petrobras reduziu o preço do diesel pelos próximos 15 dias. Na prática, a companhia avalia que a redução média será de R$ 0,23 nas refinarias, resultando em uma queda média de R$ 0,25 nas bombas dos postos de combustível.

As estimativas é de que, caso os protestos continuem, que os combustíveis acabem nos postos de São Paulo até sexta-feira (25). Os preços dos alimentos também têm aumentado, sendo que em alguns pontos já há falta de produtos perecíveis, como frutas, legumes e verduras. 

A Prefeitura de São Paulo também informou que os caminhões que recolhem o lixo da cidade também podem ser afetados, caso a paralisação dos caminhoneiros continue até está sexta-feira (25).

Últimas