Tecnologia e Ciência Artemis 2: Nasa indica primeira mulher e primeiro astronauta negro para sobrevoo lunar

Artemis 2: Nasa indica primeira mulher e primeiro astronauta negro para sobrevoo lunar

Os astronautas escolhidos são veteranos de voos da agência, que quer novamente enviar humanos ao satélite da Terra

Artemis 2 será a primeira missão tripulada ao redor da Lua em mais de 50 anos

Artemis 2 será a primeira missão tripulada ao redor da Lua em mais de 50 anos

REUTERS/Go Nakamura - 03.04.2023

A Nasa nomeou nesta segunda-feira (3) a primeira mulher e o primeiro cidadão afro-americano designado como astronauta para uma missão lunar, apresentando-os como parte da equipe de quatro membros escolhida para voar no que será a primeira viagem tripulada ao redor do Lua em mais de 50 anos.

Christina Koch, uma engenheira que já detém o recorde de voo espacial contínuo mais longo por uma mulher e fez parte das três primeiras caminhadas espaciais femininas da Nasa, foi nomeada especialista em missão para o sobrevoo lunar Artemis 2, previsto para o próximo ano.

Ela será acompanhada por Victor Glover, um aviador da Marinha dos EUA e veterano de quatro caminhadas espaciais que a Nasa designou como piloto do Artemis 2. Ele será o primeiro astronauta negro em uma missão lunar.

Completando a tripulação de quatro membros estão Jeremy Hansen, um coronel da Força Aérea Real canadense e o primeiro cidadão do Canadá escolhido para um voo para a Lua como especialista em missão, e Reid Wiseman, outro ex-piloto de caça da Marinha dos EUA, nomeado como comandante da missão Artemis 2.

Todos os três astronautas da Nasa escolhidos para a missão Artemis 2 são veteranos de expedições anteriores a bordo da Estação Espacial Internacional. Hansen é um novato em voos espaciais.

O quarteto da Artemis 2 foi apresentado em um evento com a presença de jornalistas, alunos do ensino fundamental local e líderes da indústria espacial, televisionado a partir do Centro Espacial Johnson, em Houston, a base de controle de missões da Nasa.

“A tripulação da Artemis 2 representa milhares de pessoas que trabalham incansavelmente para nos levar às estrelas", disse o diretor da Nasa, Bill Nelson, no palco. “Esta é a tripulação da humanidade."

VALE SEU CLIQUE: Confira detalhes da missão da Nasa que levará nave espacial à Lua

A Artemis 2 marcará o primeiro voo tripulado — mas não o primeiro pouso lunar— de um programa sucessor das missões Apollo. Ela busca devolver os astronautas à superfície da Lua no fim desta década e, finalmente, estabelecer um posto avançado sustentável lá, como um trampolim para a futura exploração humana de Marte.

A missão inicial Artemis 1 foi concluída com sucesso em dezembro de 2022 e coroou o lançamento inaugural do poderoso megafoguete de próxima geração da Nasa em sua espaçonave Orion, recém-construída, em um voo teste não tripulado que durou 25 dias.

O objetivo da jornada da Artemis 2. de dez dias e 2,3 milhões de quilômetros ao redor da Lua e de volta à Terra, é demonstrar que todos os aparelhos de suporte à vida da Orion e outros sistemas funcionarão conforme o planejado, com os astronautas a bordo da nave e no espaço profundo.

A Artemis 2 se aventurará cerca de 10,3 mil quilômetros além do outro lado da Lua antes de retornar, marcando a passagem mais próxima que os humanos fizeram do satélite natural da Terra desde a Apollo 17, que levou Gene Cernan e Harrison Schmitt à superfície lunar em dezembro de 1972.

Eles foram os últimos dos 12 astronautas da Nasa — todos homens brancos — que caminharam na Lua durante seis missões Apollo, a partir de 1969, com Neil Armstrong e Edwin "Buzz" Aldrin.

LEIA ABAIXO: Sonda da Nasa encontra estranhas dunas circulares na superfície de Marte e intriga cientistas

Últimas