Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Funcionários do Twitter precisam usar o próprio papel higiênico após demissão de zeladores, diz jornal

Depois de Elon Musk ordenar cortes de custo, escritórios da empresa enfrentam 'caos' e 'desordem', com banheiros sujos e restos de comida espalhados

Tecnologia e Ciência|Do R7

Escritórios do Twitter enfrentam caos e desordem após Elon Musk exigir cortes de custo
Escritórios do Twitter enfrentam caos e desordem após Elon Musk exigir cortes de custo Escritórios do Twitter enfrentam caos e desordem após Elon Musk exigir cortes de custo

As coisas estão caóticas no Twitter, após a onda massiva de demissões e cortes de gastos promovida pelo novo dono da plataforma, Elon Musk. Funcionários que trabalham na sede da plataforma, em São Francisco, agora precisam levar os próprios rolos de papel higiênico depois que os zeladores foram dispensados.

Além disso, Musk ordenou que servidores usados para garantir o funcionamento da rede social de forma estável também fossem desligados no dia 24, tudo para economizar dinheiro a qualquer custo.

Segundo o New York Times, que fez um levantamento dos problemas enfrentados pela plataforma, Musk tentou renegociar dívidas e valores de aluguel após a compra.

Em alguns casos, a empresa simplesmente parou de pagar a locação de espaços, como em um escritório de Seattle, onde funcionários foram despejados por falta de pagamento de aluguel. Dias depois, os mesmos trabalhadores passaram a trabalhar em dois andares, em vez de seis.

Publicidade

Caos e desordem

Apertado e sem zelador, o escritório ficou em "caos" e "desordem". Odores corporais e de restos de comida se acumulam, o que se soma ao cheiro de banheiros sujos.

Em uma chamada no Spaces, função do Twitter que permite conversas por voz ao vivo, Musk afirmou que "cortou custos como um louco" e comparou a rede social a "avião que se dirige para o solo em alta velocidade com os motores em chamas".

Publicidade

Até o momento, o bilionário demitiu cerca de 75% da força de trabalho da empresa, incluindo pessoas responsáveis pelo funcionamento da rede social. Como possível consequência direta, o Twitter enfrentou forte instabilidade na quarta-feira (28) em vários países — enquanto alguns foram desconectados do serviço, outros não conseguiram enviar tuítes.

Novas funções e serviços devem ser iniciados com "orçamento base zero" e devem justificar qualquer gasto, segundo relatórios da empresa avaliados pelo New York Times. Além disso, funcionários devem trabalhar "longas horas intensamente" ou são demitidos.

Publicidade

Elon Musk anunciou recentemente que deixará o comando da rede social, após iniciar uma enquete sobre o assunto e 57% dos usuários se decidirem pela saída dele.

LEIA ABAIXO: Difamação e suspeita de fraude: relembre as maiores polêmicas da carreira de Elon Musk

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.