Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

STF abre inquérito para investigar Renan e aliado de Temer na Operação Zelotes, diz jornal

Peemedebistas serão investigados por suposto envolvimento no esquema de venda de MPs

Brasil|Do R7


Abertura de inquérito contra Renan (foto) e Romero Jucá foi expedida pela juíza do STF Cármen Lúcia
Abertura de inquérito contra Renan (foto) e Romero Jucá foi expedida pela juíza do STF Cármen Lúcia

A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármen Lúcia, relatora da Operação Zelotes, decidiu abrir um inquérito para investigar a suspeita de envolvimento do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do senador Romero Jucá, ambos do PMDB, com um esquema de venda de emendas a MPs (Medidas Provisórias).

As informações reveladas em reportagem do jornal "O Globo" deste sábado (30) apontam ainda que existia uma negociação de R$ 45 milhões em propina para senadores favoráveis aos interesses de montadoras de veículos em uma medida provisória.

As investigações tiveram como ponto de partida um diário apreendido com um dos investigados na Zelotes, João Batista Gruginski, em que ele registra um encontro com outro investigado: Alexandre Paes dos Santos.

Em depoimento, Gruginski disse que, nesse encontro, ouviu de Alexandre Paes dos Santos que existia uma negociação de R$ 45 milhões em propina para senadores favoráveis aos interesses de montadoras de veículos em uma medida provisória.

Publicidade

Esses senadores seriam Renan Calheiros, Romero Jucá e Gim Argello, ex-senador do PTB, que foi preso este mês em outra Operação, a Lava Jato, noticiou a publicação.

A assessoria de Renan afirmou que o presidente do Senado não conhece o autor da denúncia e que o próprio Alexandre Paes dos Santos afirmou se tratar de um boato que ouviu no mercado.

O senador Romero Jucá negou, também por meio de sua assessoria, que tenha recebido recursos por apresentação de emendas à MPs. Os advogados de Gim Argello e Alexandre Paes dos Santos não quiseram se manifestar.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.