Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Anderson Torres começa a depor ao TSE sobre minuta do golpe e live de Bolsonaro

Ex-secretário de Segurança do DF está preso e, por isso, vai ser ouvido por videoconferência; ele pode ficar em silêncio, se quiser

Brasília|Gabriela Coelho, do R7, em Brasília


Anderson Torres era secretário de Segurança do DF quando ocorreram os atos de vandalismo
Anderson Torres era secretário de Segurança do DF quando ocorreram os atos de vandalismo

O ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal Anderson Torres começou a depor ao Tribunal Superior Eleitoral em ação que investiga o ex-presidente Jair Bolsonaro. O R7 apurou que Torres entrou no depoimento às 9h54 desta quinta-feira (16).

O pedido para o ex-ministro ser ouvido foi feito pelo corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Benedito Gonçalves. O objetivo é esclarecer a minuta de um decreto de golpe de Estado encontrada na casa de Torres e a participação dele em uma live feita por Bolsonaro com ataques às urnas eletrônicas. 

O depoimento foi autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, e também presidente do TSE. No depoimento desta quinta, Alexandre de Moraes autorizou Torres a ficar em silêncio, caso prefira.

O depoimento ocorre por videoconferência, uma vez que Anderson Torres está preso desde 14 de janeiro por suspeita de omissão durante os ataques do dia 8 de janeiro, em Brasília.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.