Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Caso Bernardo: polícia prende terceiro suspeito de envolvimento na morte do jovem de 18 anos 

Detido teria dirigido carro usado na fuga de assaltantes; o crime aconteceu no Distrito Federal em 2 de setembro 

Brasília|Jéssica Moura, do R7, em Brasília

PCDF prende suspeito de participar da morte de Bernardo Peres
PCDF prende suspeito de participar da morte de Bernardo Peres PCDF prende suspeito de participar da morte de Bernardo Peres

Dois dias depois de cumprir mandados de prisão contra dois suspeitos pela morte do jovem Bernardo Peres, 18 anos, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) identificou e prendeu nesta quinta-feira (15) um terceiro suspeito de participar do assalto.

Segundo os investigadores, além dos dois homens que roubaram Bernardo e a namorada e feriram o menino com uma faca, um comparsa esperava por eles em um carro, estacionado próximo à praça em Samambaia Norte (DF). Os três teriam fugido no automóvel após o crime.

Imagens de câmeras de segurança flagraram os suspeitos circulando no carro pela região. Os supeitos podem responder pelos crimes de latrocínio e roubo consumado.

O caso

O caso ocorreu há duas semanas, em 2 de setembro. Segundo a investigação, liderada pelo delegado Rodrigo Carbone, enquanto Bernardo e a namorada Anna Lívia Barroso conversavam em uma praça, um dos suspeitos monitorava o movimento na região. O comparsa então se aproximou e anunciou o assalto.

Publicidade

Leia também: Vídeo: estudante de 18 anos morre esfaqueado no DF após assalto

Câmeras de segurança do comércio registraram a ação dos criminosos. De acordo com a polícia, Bernardo foi esfaqueado no peito, mesmo sem ter oferecido resistência ao assalto. O estudante chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital.

Publicidade

Depois do crime, os dois suspeitos fugiram com os celulares, cartões de crédito e a mochila das vítimas. Os detidos foram indiciados pelos crimes de latrocínio — roubo seguido de morte — e roubo consumado, de acordo com a polícia. 

Bernardo Brasil Peres morava em Águas Claras (DF), tinha terminado o ensino médio e estava estudando para a faculdade de medicina. "Ele era um menino puro e do bem", lamentou o pai, José Gustavo Péres.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.