Brasília Diretor do programa de imunização afirma que vacinas da dengue vão ser entregues na próxima semana

Diretor do programa de imunização afirma que vacinas da dengue vão ser entregues na próxima semana

Ministério da Saúde vai priorizar regiões com maior incidência de casos; 521 municípios devem receber o imunizante

  • Brasília | Edis Henrique Peres e Rafaela Soares, do R7, em Brasília

Entrega das doses vai começar na próxima semana

Entrega das doses vai começar na próxima semana

Erasmo Salomão/MS - 21/12/2016

O diretor do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Eder Gatti, afirmou que as vacinas contra a dengue vão ser entregues a partir da próxima semana. Neste primeiro momento, regiões com as maiores incidências da doença vão ter prioridade no recebimento das doses. Ao todo, 521 municípios vão receber o imunizante, que deve ser aplicado em crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. As informações foram divulgadas em uma coletiva realizada nesta quinta-feira (1º).

Gatti também afirmou que o governo espera receber mais 500 mil doses da vacina. O primeiro lote, com 750 mil unidades do imunizante, foi entregue no dia 21 de janeiro. “Sobre o público alvo, nós vamos seguir a orientação da CTAI (Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização), e vamos seguir a diretriz da OMS (Organização Mundial da Saúde), que pede para que crianças e adolescentes entre 6 a 16 anos sejam vacinadas primeiro”, completa. 

Nesta semana, a ministra da Saúde Nísia Trindade alertou à população que a vacina contra a dengue não é a solução para o número de casos da doença enfrentados no país e que é necessário combater os focos do mosquito. A declaração foi dada uma visita a um dos pontos de atendimento do Distrito Federal, que registra a maior incidência de casos por 100 mil habitantes do país.

“É muito importante afirmarmos e reafirmarmos: a vacina é o nosso instrumento de esperança em relação a um problema de saúde pública que tem quase 40 anos. Finalmente temos vacina e temos que celebrar. Mas a vacina no quantitativo que o laboratório hoje pode nos entregar, sendo uma vacina de duas doses, numa situação como vivemos hoje no Distrito Federal e outros municípios, ela não pode ser apontada como solução. Se o Ministério da Saúde fizesse isso, ele estaria errado. Nesse momento agora temos que lidar principalmente fazendo o controle dos focos [do mosquito] e cuidando de quem adoece por dengue”, afirmou.

Entenda

Neste ano serão distribuídas 6,5 milhões de doses para 521 cidades, e para 2025 o Ministério comprou 9 milhões de doses. O público-alvo serão crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, faixa etária que apresenta o maior número de hospitalizações por dengue, depois dos idosos, segundo o Ministério da Saúde.

As cidades foram selecionadas de acordo com os municípios com mais de 100 mil habitantes; que possuem alta transmissão de dengue e com maior número de casos em 2023 e 2024; e predominância da dengue tipo 2 em dezembro do ano passado. A pasta não informou a quantidade de doses destinadas a cada município.

Últimas