Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Edmar Camata será diretor-geral da PRF, e Augusto Botelho, secretário nacional de Justiça

O futuro ministro da Justiça, Flávio Dino, anunciou também nesta terça-feira outros 15 nomes para a nova direção da Polícia Federal

Brasília|Renato Souza, do R7, em Brasília


Flávio Dino, futuro ministro da Justiça
Flávio Dino, futuro ministro da Justiça

O futuro ministro da Justiça, Flávio Dino, anunciou o delegado Edgar Camata como novo diretor-geral da PRF (Polícia Rodoviária Federal). E também Augusto Botelho como secretário nacional de Justiça. Ele é especialista em direito penal econômico pela Universidade de Coimbra. Os nomes foram divulgados nesta terça-feira (20), no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), sede do governo de transição, em Brasília.

O anúncio de Camata para comandar a PRF ocorre no mesmo dia em que Silvinei Vasques foi exonerado do cargo pelo governo do presidente Jair Bolsonaro. Ele é alvo de um inquérito pela acusação de prevaricação em relação a atos que fecharam rodovias pelo país após o resultado das eleições.

Dino afirmou que a posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva deve ocorrer de maneira tranquila. Ele afirmou que o futuro diretor-geral está realizando reuniões para garantir que a transição ocorra sem problemas.

"O doutor Camata já está fazendo reuniões para que a PRF se engaje apenas no que são suas atribuições. Não acredito que nenhum servidor da PRF, das Forças Armadas, da polícia, deixe de fazer seu dever. Pois não estamos pedindo nenhum favor, é apenas uma obrigação", disse.

Publicidade

Silvinei foi nomeado para a Comissão de Coordenação da Proteção ao Programa Nuclear Brasileiro. O futuro ministro da Justiça afirmou que todas as nomeações realizadas a poucos dias da troca de governo serão revistas.

Leia também

Dino também anunciou uma nova estrutura para a Polícia Federal, que inclui a criação de uma diretoria de Amazônia e Meio Ambiente. Um dos designados é o delegado Rodrigo Morais Fernandes, que vai atuar na Diretoria de Inteligência. Ele foi responsável por investigar a facada contra Jair Bolsonaro em 2018.

Publicidade

Veja abaixo os currículos dos indicados

– Edmar Camata (diretor-geral da PRF): formado em Direito pela UFES, ingressou na PRF em 2006. É mestre em políticas anticorrupção (Universidade de Salamanca-Espanha) e tem especializações em gestão integrada em segurança pública e ministério público e em defesa da ordem jurídica, além de MBA em gestão pública. Atualmente, é secretário de estado de Controle e Transparência no Governo do Espírito Santo.

– Augusto Botelho (secretário nacional de Justiça): advogado, especialista em direito penal econômico pela Universidade de Coimbra, em direito penal pela Universidade de Salamanca e mestrando em direito penal econômico na FGV. Iniciou a carreira no escritório de Márcio Thomaz Bastos, ex-ministro da Justiça no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Botelho foi conselheiro na Human Rights Watch — organização que defende e realiza pesquisa sobre direitos humanos — e do Projeto Inocência — organização brasileira com o objetivo de enfrentar as condenações de inocentes no país. Foi um dos fundadores da organização não governamental IDDD (Instituto de Defesa do Direito de Defesa), da qual foi presidente por três anos e fez parte da diretoria por 16 anos. Atualmente, é conselheiro nato do IDDD. Integra o projeto Rede Liberdade, criado em 2019 para defender pessoas e organizações sociais alvos de violações de direitos fundamentais.

Veja abaixo quem são os indicados para a nova direção da Polícia Federal

– Andrei Augusto Passos Rodrigues – Direção-Geral

– Gustavo Paulo Leite de Souza – Diretoria-Geral Adjunta

– Ademir Dias Cardoso Junior – Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação

– André Luis Lima Carmo – Diretoria de Administração e Logística

– Guilherme Monseff de Biagi – Diretoria de Gestão de Pessoas

– Helena de Rezende – Corregedoria-Geral

– Humberto Freire de Barros – Diretoria da Amazônia e Meio Ambiente

– Luciana do Amaral Alonso Martins – Diretoria de Ensino

– Luiz Eduardo Navajas Telles Pereira – Chefia de Gabinete

– Otávio Margonari Russo – Diretoria de Combate a Crimes Cibernéticos

– Ricardo Andrade Saadi – Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado e à Corrupção

– PCF Roberto Reis Monteiro Neto – Diretoria Técnico-Científica

– Rodrigo de Melo Teixeira – Diretoria de Polícia Administrativa

– Rodrigo Morais Fernandes – Diretoria de Inteligência

– Valdecy Urquiza – Diretoria de Cooperação Internacional

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.