Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Ibaneis faz mudanças em 13 pastas do Governo do DF; confira

Dança das cadeiras atinge secretarias de Saúde, Educação, Segurança, Polícia Civil e Administrações Regionais

Brasília|Hellen Leite, do R7, em Brasília


Governador do DF, Ibaneis Rocha
Governador do DF, Ibaneis Rocha

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, exonerou 37 servidores de cargos comissionados em um mesmo decreto, nesta quarta-feira (23). As dispensas atingem oito secretarias, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem), o SLU (Serviço de Limpeza Urbana), a Fundação Hemocentro e as administrações regionais de Planaltina e Ceilândia. 

No caso da Secretaria de Saúde, foram exonerados dez servidores com cargos comissionados no gabinete, em superintendências de saúde e na assessoria de comunicação. O governador já havia promovido uma dança das cadeiras na Secretaria de Saúde na segunda-feira (21), e um novo decreto com as alterações na administração pública foi divulgado nesta quarta.

Leia também: Ibaneis exonera secretário-adjunto de Assistência à Saúde do DF

Entre os exonerados está o médico Fernando Erick Damasceno, que ocupava o cargo de secretário-adjunto de Assistência à Saúde e aparecia semanalmente nas coletivas de imprensa de combate à Covid-19 ao lado do secretário Manoel Pafiadache, para divulgar as ações para conter a pandemia no DF.

Publicidade

O lugar de Damasceno será ocupado pelo dermatologista Pedro Costa Queiroz Zancanaro. Ele era, até então, o superintendente da Região de Saúde Central da secretaria e foi exonerado para ocupar a nova vaga.

Há mudanças também nas pastas da Economia, Educação, Desenvolvimento Urbano e Habitação, Relações Institucionais, Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Esporte e Lazer, e Segurança Pública. O decreto detalha 41 nomeações ou mudanças de cargos no Governo do DF.

Publicidade

Mudanças na estrutura da Polícia Civil

O texto ainda traz mudanças significativas na estrutura da Polícia Civil. A dança das cadeiras atingiu 11 cargos, entre eles o posto de chefe da Delegacia de Repressão à Corrupção, do Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado, que era ocupado pelo delegado Luiz Eduardo Mentes. O cargo vai ser assumido por Rogério Alves Dantas, que sai do Departamento de Inteligência.

Leia também: Governo autoriza concurso público para delegado da Polícia Civil do DF

Também foram feitas mudanças na administração da Delegacia da Criança e do Adolescente II, na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, na Corregedoria-Geral e no Departamento de Polícia Técnica da Polícia Civil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.