Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Meirelles diz que Dilma não tem experiência para assumir Banco do Brics

Segundo ex-ministro da Fazenda, a ex-presidente da República não tem perfil de alguém que administra uma instituição financeira

Brasília|Renato Souza e Augusto Fernandes, do R7, em Brasília


O ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles durante discurso em evento
O ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles durante discurso em evento

O ex-ministro da Fazenda e ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles disse neste domingo (12) ao R7 que a ex-presidente da República Dilma Rousseff (PT) não é a pessoa mais adequada para assumir o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), conhecido como Banco do Brics.

Segundo Meirelles, Dilma tem experiência por ter sido chefe do Poder Executivo, mas não dispõe do currículo adequado para ocupar um banco com foco em empréstimos, como é o caso do Banco do Brics. 

"É uma pessoa que tem uma experiência muito grande, por ter sido presidente da República, ministra de Minas e Energia, ter sido da Casa Civil, mas não tem experiência nenhuma em banco. Precisa de uma experiência específica, que é algo que ela não tem. O NBD é semelhante ao Banco Nacional do Desenvolvimento", disse ele.

O governo do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tem se articulado para que o presidente do NBD, Marcos Troyjo, renuncie ao cargo, sem terminar o mandato, que vai até 2025.

Publicidade

Troyjo foi nomeado presidente do NBD em 2020, durante a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Na época, ele atuava como secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, chefiado pelo então ministro Paulo Guedes.

O NBD tem sede em Xangai, na China, e foi criado em 2014, durante a 6ª Cúpula do Brics — grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul —, com o objetivo de mobilizar recursos para projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável nesses países.

Publicidade

Para Dilma Rousseff assumir a presidência do Banco do Brics, seu nome precisa ser validado pelo conselho de governadores. Não há, ainda, data para análise. Procurada pela reportagem, a petista disse que não vai comentar o caso. O Ministério da Economia informou, também, que não vai se pronunciar.

Ex-presidente do BC

Para Meirelles, o melhor nome para o cargo seria o ex-presidente do Banco Central Ilan Goldfajn. "Ele foi presidente do Banco Central, do conselho do Credit Suisse, totalmente adequado para a presidência do Banco do Brics, apesar de não ter a estatura dela, que foi presidente da República. Mas é isso, vamos ver como ela se sai, se for o caso", disse.

Meirelles também afirmou que as críticas que Lula tem feito ao presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, atrapalham a redução da taxa de juros e outros indicadores econômicos. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.