Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Mesmo após retirada das grades da frente do Palácio do Planalto, STF deve continuar cercado

Edifício foi tombado pelo Iphan em 2007 e, assim como as sedes do Executivo e do Legislativo, foi vandalizado em 8 de janeiro

Brasília|Gabriela Coelho, do R7, em Brasília

Colunas da fachada do Palácio do Planalto com vista para o Supremo Tribunal Federal (STF)
Colunas da fachada do Palácio do Planalto com vista para o Supremo Tribunal Federal (STF) Colunas da fachada do Palácio do Planalto com vista para o Supremo Tribunal Federal (STF)

Diferentemente do governo federal, que retirou as grades de metal que cercavam o Palácio do Planalto, o Supremo Tribunal Federal não tem previsão para retirar também as grades ao redor do prédio. 

De acordo com fontes ouvidas pelo R7, não há indicação de um novo ataque como o de 8 de janeiro, mas manter o obstáculo é um reforço de segurança, já que a fachada do STF é de vidro, o que deixa o prédio mais exposto.

No caso do Palácio do Planalto, onde fica a Presidência da República, o governo afirma que a ideia é que as grades móveis sejam usadas apenas em situações excepcionais. A remoção delas foi feita nesta semana por servidores do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

Projetado por Oscar Niemeyer em 1958, o prédio do STF também está localizado na Praça dos Três Poderes, do lado oposto ao Palácio do Planalto. Em frente ao edifício fica a estátua de Alfredo Ceschiatti, "A Justiça". O prédio foi tombado pelo Iphan em 2007, ano em que Niemeyer completou 100 anos. Assim como o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional, foi vandalizado nos atos extremistas em 8 de janeiro. 

Os prejuízos da destruição do 8 de Janeiro está calculado em R$ 26,2 milhões. O Supremo decidiu até o momento pela abertura de ações penais contra 550 pessoas acusadas de participação nos atos extremistas.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.