Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Morre no Rio o ex-deputado federal David Miranda, aos 37 anos

Anúncio foi feito pelo companheiro dele, Glenn Greenwald; internado desde agosto, ele faria aniversário nesta quarta-feira (10)

Brasília|Do R7, em Brasília


Ex-deputado David Miranda morre no Rio de Janeiro
Ex-deputado David Miranda morre no Rio de Janeiro

O ex-deputado David Miranda morreu na madrugada desta terça-feira (9), aos 37 anos, após ficar nove meses internado na Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo jornalista Glenn Greenwald, marido de David. 

O ex-parlamentar faria 38 anos nesta quarta-feira (10). Ele foi internado em uma unidade de terapia intensiva (UTI) em 6 de agosto de 2022 para tratar uma infecção gastrointestinal e passou por infecções sucessivas, em um quadro de septicemia.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Na mensagem, Glenn afirma que o ex-deputado passou o último dia "em paz e rodeado de amor". "É um momento de grande tristeza, mas também de honrar e abraçar a grandeza de David, seu legado e seu amor. Sua vida extraordinária correspondia ao ser humano extraordinário que o universo nos deu e criou para todos nós", disse.

Glenn também lembrou os últimos meses de internação, em que David estava "acordado, consciente" e conseguia se comunicar com os demais. "Poderíamos dizer tudo o que queríamos que ele soubesse e ele também, e poderíamos nos conectar a ele nos níveis mais profundos. Sou muito grato por isso ter nos proporcionado algumas das conexões e dos momentos mais profundos e amorosos com David de todos os tempos", afirmou.

Publicidade

Trajetória

Nas redes sociais, Glenn escreveu sobre a trajetória de vida de David, que perdeu a mãe aos 5 anos e foi criado por uma vizinha no Jacarezinho, na capital fluminense. Em 2016, ele foi eleito vereador pelo Rio de Janeiro e, em 2019, aos 33 anos, assumiu o mandato na Câmara dos Deputados.

Repercussão

Em uma publicação nas redes sociais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou a morte de David e disse que ele "partiu cedo demais". O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, o ex-candidato a presidente Ciro Gomes e diversos políticos também se pronunciaram.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.