Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Saúde do DF vacina 10 mil crianças em Dia D contra a poliomielite

Capital atingiu 86,5% de imunização do público prioritário, meta é chegar a 95% de cobertura

Brasília|Do R7, em Brasília

Vacinação, poliomielite, gotinha, imunização DF
Próximas campanhas contra Poliomielite serão injetáveis (Sandro Araújo/Agência Saúde-DF - 08.06.20)

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal vacinou 10 mil crianças abaixo de cinco anos neste sábado (8) no Dia D de Vacinação contra a poliomielite. Com a medida, 86,5% do público prioritário em Brasília foi imunizado, a meta da pasta é alcançar 95% de cobertura vacinal. Esta é a última campanha utilizando a gotinha contra a poliomielite, a partir do segundo semestre deste ano, o reforço contra a doença será em aplicação injetável (veja pontos de imunização).

Veja Mais

O Dia D, no sábado, contou com 2 mil servidores de saúde, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos. As regiões administrativas de Samambaia, Ceilândia, Pôr do Sol e Sol Nascente destacaram-se por aplicarem mais de mil doses da vacina.

Secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, fez um apelo aos pais e responsáveis. “Participamos desse movimento nacional pela recuperação das coberturas vacinais. Não podemos permitir que a poliomielite retorne ao território brasileiro. Tragam seus filhos para vacinar”, pediu.

No DF, a estimativa da população prioritária para a imunização é de 177 mil crianças. Existem mais de 90 pontos de atendimento, com doses também para prevenção de dengue, covid-19 e gripe, voltadas a diferentes faixas etárias. "

Publicidade

Nós vamos às escolas, às feiras, aos supermercados, a todos os lugares com a vacina. O Distrito Federal aumentou 4% em todas as coberturas vacinais e vamos conseguir chegar a 95% de cobertura contra a pólio, a vacinação é a única forma de prevenção”, garantiu a secretária.

Documentos para se vacinar

Gerente da Rede de Frios da Secretaria de Saúde, Tereza Luíza Pereira, acrescenta que mesmo que o cartão vacinal esteja atualizado, é necessário que a criança retorne às unidades para tomar a dose extra.

Publicidade

“Vale destacar ainda que esta é a última campanha utilizando gotas. A partir do segundo semestre, os reforços serão injetáveis”, explicou. Para receber as gotinhas, pais e responsáveis devem levar o cartão de vacinação e o documento de identidade das crianças.

Coordenadora de Atenção Primária à Saúde, Sandra Araújo acrescenta que com a chegada do frio, é importante se proteger e proteger as crianças. “A vacina contra a gripe, por exemplo, ajuda na prevenção de doenças respiratórias, que são oportunistas nesse período”, disse.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.