Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

STF arquiva denúncia da Lava Jato contra o deputado Aécio Neves

Por unanimidade, plenário do Supremo rejeitou ação; Aécio era acusado de ter recebido R$ 65 milhões em propina

Brasília|Augusto Fernandes, do R7, em Brasília


O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG)
O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG)

O Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou, por unanimidade, uma denúncia contra o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro. A ação contra o parlamentar era um desdobramento da operação Lava-Jato. O julgamento aconteceu no plenário virtual e foi finalizado nesta sexta-feira (25).

Aécio era suspeito de ter recebido R$ 65 milhões em propina das construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez, entre 2008 e 2011. De acordo com um relatório da Polícia Federal entregue ao STF, os pagamentos foram uma "contrapartida pela influência sobre o andamento dos negócios da área de energia desenvolvidos em parceria pelas construtoras".

Contudo, o relator do caso, ministro Edson Fachin, concluiu que não haviam provas e que a acusação era baseada apenas em delação premiada. O voto dele foi seguido pelos outros dez ministros do Supremo.

Em nota, a defesa de Aécio afirmou que "ficou comprovado que Aécio Neves foi vítima, durante cinco anos, de ataques e acusações, baseados em afirmações mentirosas agora desmascaradas".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.