Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

STF conclui julgamento e mantém afastamento do governador do DF

Oito ministros seguiram o voto do relator, Alexandre de Moraes, que ordenou que Ibaneis Rocha fique fora do cargo por 90 dias

Brasília|Rossini Gomes, do R7, em Brasília

Ibaneis Rocha (MDB), governador afastado do Distrito Federal
Ibaneis Rocha (MDB), governador afastado do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB), governador afastado do Distrito Federal

O Supremo Tribunal Federal (STF) finalizou o julgamento no fim da noite desta quarta-feira (11) e decidiu, por 9 a 2, manter o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), afastado do cargo.

Na votação em plenário virtual, oito ministros acompanharam o voto de Alexandre de Moraes, que, na última segunda (9), ordenou que o governador deixe o comando do DF por 90 dias. André Mendonça e Nunes Marques foram os únicos que votaram contra.

A determinação de Moraes foi divulgada horas após manifestantes extremistas que não aceitam a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições terem depredado o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o STF, no último domingo (8).

Leia também

No voto, Mendonça considera que "a decretação de intervenção federal na área de segurança pública do Distrito Federal torna desnecessária a suspensão do exercício da função pública do Chefe do Poder Executivo local" e ressalta "a necessidade de ampla e rigorosa apuração dos fatos".

Publicidade

Já Nunes Marques afirmou que acompanha "o relator para referendar as medidas cautelares", mas disse que diverge "apenas no que concerne à medida de afastamento do governador Ibaneis Rocha".

Vice-governadora no comando

Confira a lista dos ministros que seguiram o voto de Alexandre de Moraes:

Publicidade

• Cármen Lúcia;

• Dias Toffoli;

Publicidade

• Edson Fachin;

• Gilmar Mendes;

Publicidade

• Luís Roberto Barroso;

• Luiz Fux;

• Ricardo Lewandowski;

• Rosa Weber.

Celina Leão, governadora do Distrito Federal em exercício
Celina Leão, governadora do Distrito Federal em exercício Celina Leão, governadora do Distrito Federal em exercício

Após o afastamento de Ibaneis Rocha, o cargo foi assumido pela vice-governadora, Celina Leão (PP), que reconheceu que houve uma falha no comando da polícia durante os atos de vandalismo.

Para a governadora em exercício, Ibaneis "recebeu várias informações equivocadas durante todo o momento da crise" e não tem participação na depredação das sedes dos Três Poderes da República.

Procurado pelo R7, o governador afastado informou que prefere ficar em silêncio. No entanto, Ibaneis se manifestou nas redes sociais, disse que respeita a decisão da Justiça e divulgou um vídeo em que pedia desculpa.

No vídeo abaixo, o governador Ibaneis Rocha (MDB) pede desculpas horas após o vandalismo em Brasília:

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.