Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Vacinação contra gripe começa nesta terça no Distrito Federal

Secretaria de Saúde afirma que mais de 100 locais de vacinação vão ser preparados para a população

Brasília|Do R7, em Brasília

DF recebeu 100,5 mil doses do Ministério da Saúde
DF recebeu 100,5 mil doses do Ministério da Saúde DF recebeu 100,5 mil doses do Ministério da Saúde (Andre Borges/Agência Brasília - 23.05.2017)

A SES (Secretaria de Saúde) do Distrito Federal vai iniciar a vacinação contra gripe nesta terça-feira (19), a partir das 8h. Segundo a pasta, vão ser mais de cem locais de atendimento e Rede de Frio Central já recebeu do MS (Ministério da Saúde) mais de 100,5 mil doses do lote inicial. A lista com o locais e horários de atendimento ainda não foram divulgados. Os pacientes que se enquadrem nos grupos prioritários devem levar documento de identidade e caderneta de vacinação (veja quem poderá se imunizar abaixo).

A secretária de saúde do DF Lucilene Florêncio pede a colaboração da população. "Começaremos a vacinação com antecedência e com a confiança de que teremos uma forte adesão do público. O Brasil tem o melhor programa de imunização do mundo e essa tem sido a nossa maior proteção contra doenças imunopreveníveis", reforçou.

Mesmo quem já recebeu imunizantes contra a gripe em períodos anteriores deve se vacinar.

Confira os grupos prioritários:

Publicidade

- Idosos a partir dos 60 anos;

- Crianças de 6 meses a 5 anos;

Publicidade

- Gestantes,

- Puérperas;

Publicidade

- Adolescentes cumprindo medidas socioeducativas;

- População privada de liberdade;

- Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições específicas de saúde.

No último caso, é necessário que o paciente apresente um laudo que comprove a condição clínica.

Também serão atendidos alguns trabalhadores de áreas específicas. Para receber o imunizante, o profissional deve comprovar a ocupação profissional com crachá ou contracheque, dentre outros documentos que possam identificar o trabalhador. São eles:

- Professores;

- Profissionais de saúde;

- Integrantes das forças de segurança e salvamento;

- Militares das três Forças Armadas;

- Caminhoneiros;

- Trabalhadores portuários

- Profissionais de transporte coletivo rodoviário

- Funcionários do sistema prisional.

"Esses públicos são mais suscetíveis a apresentarem quadros graves da gripe ou estão mais expostos à doença. Por isso, é importante haver uma ampla adesão. São mais de 1,1 milhão de pessoas compondo os grupos prioritários", afirma a gestora de Saúde. "Temos um forte esforço logístico para disponibilizar a vacina em um grande número de Unidades Básicas de Saúde [UBSs], além de ações aos fins de semana, em escolas, feiras, supermercados, dentre outros locais", complementa.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.