Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Vacinação contra gripe começa nesta terça no Distrito Federal

Secretaria de Saúde afirma que mais de 100 locais de vacinação vão ser preparados para a população

Brasília|Do R7, em Brasília

DF recebeu 100,5 mil doses do Ministério da Saúde
DF recebeu 100,5 mil doses do Ministério da Saúde DF recebeu 100,5 mil doses do Ministério da Saúde (Andre Borges/Agência Brasília - 23.05.2017)

A SES (Secretaria de Saúde) do Distrito Federal vai iniciar a vacinação contra gripe nesta terça-feira (19), a partir das 8h. Segundo a pasta, vão ser mais de cem locais de atendimento e Rede de Frio Central já recebeu do MS (Ministério da Saúde) mais de 100,5 mil doses do lote inicial. A lista com o locais e horários de atendimento ainda não foram divulgados. Os pacientes que se enquadrem nos grupos prioritários devem levar documento de identidade e caderneta de vacinação (veja quem poderá se imunizar abaixo).

A secretária de saúde do DF Lucilene Florêncio pede a colaboração da população. "Começaremos a vacinação com antecedência e com a confiança de que teremos uma forte adesão do público. O Brasil tem o melhor programa de imunização do mundo e essa tem sido a nossa maior proteção contra doenças imunopreveníveis", reforçou.

Mesmo quem já recebeu imunizantes contra a gripe em períodos anteriores deve se vacinar.

Confira os grupos prioritários:

Continua após a publicidade

- Idosos a partir dos 60 anos;

- Crianças de 6 meses a 5 anos;

Continua após a publicidade

- Gestantes,

- Puérperas;

Continua após a publicidade

- Adolescentes cumprindo medidas socioeducativas;

- População privada de liberdade;

- Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições específicas de saúde.

No último caso, é necessário que o paciente apresente um laudo que comprove a condição clínica.

Também serão atendidos alguns trabalhadores de áreas específicas. Para receber o imunizante, o profissional deve comprovar a ocupação profissional com crachá ou contracheque, dentre outros documentos que possam identificar o trabalhador. São eles:

- Professores;

- Profissionais de saúde;

- Integrantes das forças de segurança e salvamento;

- Militares das três Forças Armadas;

- Caminhoneiros;

- Trabalhadores portuários

- Profissionais de transporte coletivo rodoviário

- Funcionários do sistema prisional.

"Esses públicos são mais suscetíveis a apresentarem quadros graves da gripe ou estão mais expostos à doença. Por isso, é importante haver uma ampla adesão. São mais de 1,1 milhão de pessoas compondo os grupos prioritários", afirma a gestora de Saúde. "Temos um forte esforço logístico para disponibilizar a vacina em um grande número de Unidades Básicas de Saúde [UBSs], além de ações aos fins de semana, em escolas, feiras, supermercados, dentre outros locais", complementa.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.