Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

BH aplica 2ª dose em crianças de 11 anos. Veja outras capitais

Em Salvador, prefeitura mantém mutirão de vacinação com doses para moradores de todos os municípios da Bahia 

Cidades|Do R7


Maioria das capitais realiza repescagem da segunda dose
Maioria das capitais realiza repescagem da segunda dose

A vacinação contra a Covid-19 avança em todo o país, e as capitais brasileiras imunizam novos grupos e faixas etárias nesta quinta-feira (17).

A Prefeitura de Belo Horizonte, por exemplo, aplica a segunda dose para crianças de 11 anos, sem comorbidades, nascidas de janeiro a junho de 2010, vacinadas com a Pfizer Pediátrica. Salvador faz um mutirão de vacinação da primeira, segunda e terceira dose de diversas faixas etárias que atenderá moradores de todos os municípios do estado. 

Confira como será a vacinação contra a Covid-19 em outras capitais brasileiras nesta quinta-feira (17):

São Paulo

A prefeitura paulistana continua vacinando as crianças de 5 a 11 anos e, com a vacina pediátrica da Pfizer, as de 5 anos e as imunocomprometidas. Também podem receber a dose de reforço da vacina os adultos que foram imunizados com a segunda dose há pelo menos quatro meses.

Publicidade

A dose adicional também está disponível para os adolescentes de 12 a 17 anos com alto grau de imunossupressão. As gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) desta faixa etária que receberam a segunda dose da Pfizer há pelo menos oito semanas (56 dias) também estão elegíveis. Para a segunda dose adicional, os adolescentes precisam ter tomado a primeira dose adicional da Pfizer há pelo menos quatro meses (122 dias).

A segunda dose de reforço também pode ser aplicada em adultos com alto grau de imunossupressão que tenham recebido a primeira dose adicional há pelo menos quatro meses. Veja mais informações no Vacina Sampa.

Publicidade

Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio de Janeiro vacina com a segunda dose crianças de 5 a 11 anos com deficiência ou comorbidades, com um intervalo de 21 dias após a primeira. Além disso, o município continua com a primeira dose para crianças de 5 a 11 anos com ou sem comorbidades, bem como para o público acima dos 12 anos. A segunda dose está disponível para a população elegível, de acordo com a data do comprovante.

O município oferece o reforço a todos os adultos que tenham recebido a segunda dose há quatro meses ou mais. Saiba mais no site da prefeitura.

Publicidade

Salvador

A vacinação contra a Covid-19 em Salvador acontecerá com a estratégia “Liberou Geral”, para aplicar a primeira dose em crianças a partir dos 5 anos, além da segunda e terceira dose, independentemente de o interessado morar em Salvador. O único requisito é ter o cartão SUS vinculado a algum município do estado da Bahia. 

A vacinação contra a COVID-19 segue nesta quinta-feira (17), com a estratégia liberou geral em alguns casos (verifique a...

Posted by Prefeitura de Salvador on Wednesday, March 16, 2022

João Pessoa

A cidade de João Pessoa continua aplicando a primeira dose em crianças a partir de 5 anos. O público acima dos 12 anos também pode receber a primeira dose. A prefeitura aplica a segunda naqueles que tomaram a CoronaVac há mais de 28 dias, a Pfizer há 60 dias e a AstraZeneca há 90 dias.

A terceira dose será disponibilizada para o público acima de 18 anos e trabalhadores da saúde, desde que tenham cumprido quatro meses da segunda dose, e para os imunossuprimidos que concluíram o esquema vacinal há pelo menos 28 dias. A quarta dose é oferecida aos imunossuprimidos cuja data da terceira tenha sido há pelo menos quatro meses.

A campanha de vacinação segue com postos funcionando até 22h, nesta quinta-feira (17). Arrasta pro lado e confira a programação. Agendamento a partir das 19h no App ou site: vacina.joaopessoa.pb.gov.br

Posted by Prefeitura de João Pessoa on Wednesday, March 16, 2022

Belo Horizonte

A Prefeitura de Belo Horizonte aplica a segunda dose para crianças de 11 anos, sem comorbidades, nascidas de janeiro a junho de 2010, vacinadas com a Pfizer Pediátrica, em que o intervalo entre as aplicações é de 8 semanas. Para receber a segunda dose, as crianças devem estar acompanhadas de pais ou responsáveis e apresentar o documento de identificação com foto ou certidão de nascimento, CPF e cartão de vacina.

Florianópolis

A Prefeitura de Florianópolis irá aplicar a primeira e a segunda dose em crianças e pessoas de 12 anos ou mais e a dose de reforço em quem já completou o intervalo obrigatório de quatro meses entre as vacinas. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.